Escolhidas as 20 finalistas do Festival Balseiros da Canção Nativa

Compartilhe!

Importância dos Balseiros na identidade regional como temática central

Mais de 650 músicas foram ouvidas pela comissão avaliadora do 1º Balseiros da Canção Nativa, e após minuciosa avaliação de uma experiente banca presidida por Jauro Gehlen e composta por Jorge Nicola Prado, Rui Carlos Ávila,  Jusemar dos Anjos e Edgar Paiva foram selecionadas as canções, que serão apresentadas no palco do Festival por artistas dos três estados do Sul e também da Argentina.

Entre os critérios de avaliação das canções, a fundamentação histórica através do desenvolvimento do tema central do festival, letras e arranjos foram criteriosamente analisados. Segundo Jauro Gehlen, houve muita qualidade nas músicas inscritas, o que honrou o calibre da comissão convidada, porém dificultou o trabalho da mesma na escolha das 20 classificadas. Não foi tarefa simples, avalia o presidente da comissão avaliadora.

Entre os ritmos, o chamamé e a milonga predominaram na seletiva seguidos de outros estilos musicais como valsa, chacarera, chamarra, polca, vanera, zamba, toada e rasguido doble, um ritmo originalmente correntino. “Teremos uma rica diversidade musical no palco do festival”, ressalta Gehlen.

Chapecó te espera nos dias 17,18 e 19 de maio de 2024 no Parque de Exposições Dr. Valmor Ernesto Lunardi, Pavilhão 4 e tem como objetivo resgatar e homenagear a memória dos Balseiros e inserir o município no cenário músico-cultural.

Mesas disponíveis para venda no Bolicho do Gaudério ao valor de R$ 300,00 para as três noites, e pulseiras individuais no valor de R$ 30,00. A idealização é da Associação Cultural de Artes Nativista de Chapecó Confraria Musiqueira e faz parte do projeto Memórias dos Balseiros – Arte e Cultura, contemplado pela lei de incentivo à cultura.

Para maiores informações e acesso à listagem oficial das músicas selecionadas visite o perfil no instagram da @confraria_musiqueira.

Mais notícias

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?