Zonas eleitorais de Chapecó vão receber Selos de Boas Práticas

“Eleições em pauta” e “Quero regularizar meu título” foram os projetos selecionados

 

Chapecó/SC, 30 de julho de 2023 – As 35ª e 94ª Zonas Eleitorais (ZEs) de Chapecó vão receber Selos de Boas Práticas da Corregedoria Geral Eleitoral (CGE), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na categoria Destaque Cidadania 2022/2023 – na temática “Atendimento, Inclusão e Diversidade”. Além de agraciar as ZEs  pelas práticas inovadoras, o título busca divulgar iniciativas que contribuam na gestão e prestação dos serviços eleitorais.

Uma das práticas selecionadas é o projeto “Eleições em Pauta”. Desempenhado pela 94ª ZE de Chapecó, a ação de cidadania buscou combater a desinformação e encurtar a distância entre o público jovem e a Justiça Eleitoral.

Dentre as ações promovidas pelo “Eleições em Pauta”, vale destacar a  visita de representantes da Zona Eleitoral ao colégio Marista, que contou com a participação de 250 estudantes do ensino médio, e a criação de um projeto que auxilia no combate à desinformação, elaborado de forma conjunta com estudantes da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc).

A 94ª Zona Eleitoral também vai receber, juntamente com a 35ª ZE de Chapecó, um Selo de Boas Práticas pelo projeto “Quero regularizar meu título”.  A iniciativa busca agilizar o processo de regularização do cadastro eleitoral suspenso.

De acordo com a vice-presidente e corregedora do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), desembargadora Maria do Rocio Luz Santa Ritta, a ação é voltada, principalmente, para pessoas egressas do sistema prisional. “O projeto é destinado a auxiliar os eleitores que possuem restrição no cadastro eleitoral em decorrência de condenação criminal, a regularizarem a sua situação quando já houverem cumprido a pena”, destacou.

Além de uma maior eficiência nos serviços eleitorais, o “Quero regularizar meu título” também trabalha com a inclusão social. Para o egresso, a regularidade do titulo é um passo importante para reinserção social, tendo em vista que o documento é necessário para a contratação em um emprego formal. A obtenção de renda financeira também é um fator importante para a não reincidência no crime.

A outorga dos Selos será no “Encontro Boas Práticas CGE 2022-2023: Atendimento, Inclusão e Diversidade”. O evento acontecerá presencialmente na sede do Tribunal Superior Eleitoral, em data ainda a ser definida.

  • Foto e informações: Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC
  • Por Marcos Andrade/Jairo Grisa