Santa Catarina registra redução da criminalidade em 2023

Os dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP)

 

O trabalho integrado das forças de Segurança Pública de Santa Catarina garantiu a diminuição dos índices de criminalidade em 2023. Houve uma redução de 47% nos latrocínios, em roubos e furtos a instituições financeiras a redução foi de 22%, em roubos no geral também houve decréscimo de 14%, e crime de lesão corporal seguida de morte também registrou redução de 31,5%. Todos os dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), compreendendo o período de 1º de janeiro a 4 de dezembro, comparado a igual período do ano passado.

Nossas forças de segurança estão realizando um ótimo trabalho e melhorando nossos indicadores. Conseguimos reduzir o número de mortes violentas. Ao mesmo tempo, nossas equipes estão realizando mais operações, mais ações de busca e apreensão e de prisões. Tiramos os criminosos da rua e nosso Estado fica cada vez mais seguro”, afirmou o governador Jorginho Mello.

Em comparação a 2022, até o dia 4 de dezembro, foram registrados 7,1 homicídios por 100 mil habitantes, com a queda nos índices de mortes violentas neste ano, foram 6,9 homicídios por 100 mil habitantes em SC.

Para o secretário da Segurança Pública, Paulo Cezar Ramos de Oliveira, os dados demonstram o resultado do trabalho conjunto das forças de Segurança Pública. “A competência e o comprometimento das nossas forças de manter um estado seguro, é o principal destaque que eu posso dar. A polícia militar, polícia civil e polícia científica vieram demonstrando esforços durante todo o ano de 2023, e com certeza esses esforços já estão dando resultado, como a queda abrupta da criminalidade”, comenta Paulo Cezar.

Trabalho em conjunto

O resultado da queda no índice de criminalidade foi consequência do trabalho das forças de segurança pública. A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) realizou em 2023 46.124 operações, seis mil a mais que em 2022. O resultado dessas Operações foi a apreensão de 12 toneladas de maconha e 1,3 toneladas de cocaína, 1.138 armas, com a prisão de 33.165 infratores. Além disso, foram encontrados 4.571 veículos, que foram recuperados ou apreendidos.

Foram realizadas sete operações em todo o estado, sendo elas a Operação 360 Infinito, Operação Verão (22/23), Operação Ordem Pública Sul Catarinense, Operação Alegria no Carnaval de 2023, Operação Àtria, Operação Quaresma e Operação Integração.

Para o comandante-geral da PMSC, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, o trabalho feito em 2023 está totalmente integrado com as demais Forças de Segurança. “A PMSC está presente em todos os municípios de Santa Catarina, a bem da ordem pública, realizando as rondas ostensivas e realizando a segurança de todos os cidadãos”, acrescenta o coronel.

A Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC) vem batendo recordes de produtividade. Com o balanço divulgado pela Diretoria de Inteligência de PCSC revelou que foram cumpridos 5.584 mandados de prisão e 7.511 mandados de busca e apreensão. Em termos percentuais representa um aumento de 66,09% no cumprimento e mandados de prisão e 59,67% nos mandados de busca.

O delegado-geral da PCSC, Ulisses Gabriel, explicou que os mandados são fundamentais na resolução dos crimes. “Com o mandado de busca os policiais vão até o local em busca de tudo que seja relevante para a investigação, o que interfere diretamente no sucesso da elucidação”, assinalou o delegado-geral.

Com a Polícia Cientifica de Santa Catarina (PCISC), o resultado não foi diferente, até outubro de 2023, pelo menos 10 setores técnicos da PCISC já produziram mais laudos periciais que em todo ano de 2022, foram 220 mil exames até outubro de 2023. O órgão também realizou o mutirão de carteira de identidade, realizando mais de 600 mil carteiras de identidade por todo o estado.

A perita-geral Andressa Boer Fronza enfatiza que o ano de 2023 marca mais um período de grandes avanços e conquistas para a Polícia Científica. Com investimentos do Governo do Estado e recursos provenientes de convênios, o órgão pericial reforçou sua frota de viaturas e está executando vários projetos para modernização do seu parque tecnológico com equipamentos de última geração.

Os resultados da Policia Científica de Santa Catarina estão cada vez melhores em relação aos seus anos anteriores. Com mais treinamentos, servidores e acesso a ferramentas tecnológicas, os resultados serão cada vez melhores na produção de provas periciais”, explica Andressa.

Com informações: SECOM/ João Eduardo