Reunião de Trabalho atualiza dados sobre a dengue em Chapecó

A Câmara de Vereadores de Chapecó, realizou na tarde desta terça-feira (28), Reunião de Trabalho sobre a situação da dengue no município. O encontro foi proposto pelo vereador César Valduga (PC do B), contou com a presença de representantes das Vigilâncias Ambiental, em Saúde e Epidemiológica, que apresentaram dados atualizados sobre os casos em Chapecó.

Fotos: Amauri Sales / Rádio Chapecó

Rodrigo Momoli, gerente em Vigilância em Saúde, explicou que Chapecó apresenta, atualmente, o terceiro maior foco de dengue em Santa Catarina. Porém, os números foram muito maiores no ano passado. “O ano de 2022 foi desafiador, já que foram registrados mais de seis mil casos suspeitos e 10 óbitos”, lembrou.

Mesmo em estado de alerta, o município apresenta dados mais otimistas este ano. A coordenadora da Vigilância Ambiental, Karina Giachini, afirmou que até agora, foram confirmados 30 casos da doença e 661 focos. “Para se ter uma ideia, em março do ano passado, já havia mais de dois mil casos confirmados”.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Paula Senna Silva, falou da capacitação das equipes que combatem a dengue e da ampliação na estrutura de atendimento. “Atualmente, contamos com 90 agentes de endemia, que realizam visitas diárias com o intuito de informar e conscientizar a população sobre o combate ao mosquito. Mais de 40% dos focos são encontrados em depósitos de lixos”, destacou.

O vereador César Valduga disse que o encontro foi necessário para atualizar a situação da dengue em Chapecó e, principalmente, fazer um alerta permanente para que a população faça a limpeza de pátios, terrenos e locais de depósitos de lixo.

Páginas: 1 2