Prefeitura dá prazo para índios voltarem para a aldeia

As 300 pessoas que estão no Ginásio Ivo Silveira, a partir das 17 horas, terão que optar em voltar para a Aldeia Kondá ou para outras aldeias aonde tem amigos/familiares/parentes

 

Às 17 horas desta quarta-feira (26) vence o prazo para os indígenas que estão provisoriamente instalados no Ginásio Ivo Silveira deixem o espaço. As condições dos indígenas no local, mesmo com alimentação, colchões e cobertores é insalubre e eles tem lugar para voltar, então essa é a determinação. Durante os 10 dias que eles estiveram no ginásio, receberam da Prefeitura tudo que estava ao alcance para atender as pessoas.

Na terça-feira (25), o Prefeito João Rodrigues, Diretoria de Segurança Pública, Guarda Municipal, representantes da FUNAI e indígenas que estão no ginásio estiveram na aldeia, constataram a pacificação e que ela está aberta para todos voltarem para casa. Foi constatado ainda que alguns líderes estão fazendo ações para impedir a volta das pessoas, mas essas pessoas já são conhecidas pela Funai, Aldeia e Polícia Federal. São 24 pessoas, que neste momento, seria ideal que não voltem para evitar conflitos.

O Prefeito João Rodrigues divulgou um vídeo nas redes sociais – VEJA 

Portanto, as 300 pessoas que estão no Ginásio Ivo Silveira, a partir das 17 horas, terão que optar em voltar para a Aldeia Kondá ou para outras aldeias aonde tem amigos/familiares/parentes. Algumas famílias já tem local para ir e receberão apoio no transporte e deslocamento.

“Não serão permitidas invasões em áreas públicas ou privadas, em Chapecó não vai acontecer. Lugar de índio é nas aldeias, seja em Chapecó ou em outros municípios. Existe uma determinação do MPF e o Município irá cumprir”, disse o prefeito João Rodrigues. Foto: Leandro Schmidt/PMC

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS