Polícia Civil indicia mulher por homicídio da filha recém-nascida

O crime aconteceu no ano de 2021 em Chapecó

 

A Polícia Civil, por meio da equipe da DPCAMI de Chapecó, indiciou uma jovem pela prática do crime de homicídio qualificado contra a filha recém-nascida.

O crime aconteceu no ano de 2021, na cidade de Chapecó, e chegou ao conhecimento da Polícia Civil no momento em que a investigada procurou atendimento médico noticiando que seu bebê havia morrido durante o parto, realizado em casa.

Entenda o caso

A mulher, uma jovem então com 22 anos, escondia a gravidez da família e não fazia acompanhamento médico, tendo tido o bebê em casa, sozinha, onde se apurou que a criança morreu por asfixia.

Segundo a autoridade policial, durante a investigação, a jovem universitária se contradisse em informações relevantes repassadas para a polícia. No entanto, a perícia evidenciou que a criança nasceu com vida, aparentemente saudável, sem predisposição nenhuma ao óbito havido logo após o nascimento.

Em razão dos sinais evidentes de que a investigada não desejava a gravidez desde que soube de sua condição, aliada às demais circunstâncias apuradas durante a investigação, foi indiciada pela prática do crime de homicídio qualificado.

O crime de homicídio qualificado é considerando crime hediondo e prevê pena de 12 a 30 anos de reclusão.