Polícia Civil desencadeia a 2ª fase da “Operação Calífora”

Nessa fase foram presos quatro suspeitos pela prática do crime de homicídio

 

Xaxim/SC, 30 de janeiro de 2024 – A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia Civil de Xaxim, na tarde de ontem, 29 de janeiro de 2024, realizou diligências, no âmbito da 2ª fase da “Operação Calífora”, com o objetivo prender preventivamente um jovem, de 20 anos de idade, suspeito da prática dos delitos de homicídio consumado qualificado e de organização criminosa.

Conforme o delegado Vagner Papini, responsável comarca daquela cidade, somente após a 1ª fase da “Operação Calífora” é que a Polícia Civil logrou êxito em colher elementos que colocaram referido indivíduo na condição de coautor do delito de homicídio de J. P. de l. dos S., à época com 15 anos de idade, cujo cadáver foi localizado enterrado em área de mata, nas proximidades da Rua José Lando, no Bairro Santa Terezinha, na Cidade de Xaxim, por volta das 10h00min do dia 03 de janeiro de 2024.

Descobriu-se que ele teria sido o responsável por agredir fisicamente a vítima, instantes antes de sua morte, esta provocada por ferimentos oriundos de projéteis de cartucho de munição de arma de fogo.

Assim, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do jovem, que foi prontamente decretada pelo Poder Judiciário da Comarca de Xaxim, com manifestação favorável do Ministério Público.

O quarto preso da “Operação Calífora” foi localizado no município de Lajeado Grande/SC na tarde de segunda-feira (29), sendo que não resistiu à prisão.

Cumpridas as formalidades legais, referido indivíduo exerceu o seu direito constitucional de permanecer em silêncio, sendo, na sequência, encaminhado ao Presídio Regional de Chapecó, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A 1ª fase da “Operação Calífora” foi realizada na manhã do dia 19 de janeiro deste ano corrente e contou com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE), do Serviço Aeropolicial de Fronteira (SAER), da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira de Xanxerê (DIC) e de policiais civis das Comarcas de Abelardo Luz, Ponte Serrada e Xanxerê.

Na ocasião, foram cumpridos 08 mandados judiciais expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Xaxim, sendo 03 de prisão e 05 de busca e apreensão. Participaram da 1ª fase da operação 35 policiais civis, que contaram com o auxílio, ainda, do Núcleo de Operações com Cães (NOCs) de Xanxerê, Chapecó, Concórdia e São Lourenço do Oeste, bem como de integrantes da “Operação Hórus”, sendo empregadas mais de 15 viaturas policiais.

Dois indivíduos ainda se encontram foragidos. O nome da operação policial é uma alusão ao gênero das moscas varejeiras que depositam os seus ovos em matéria em decomposição – tal qual observado no local do crime.

Nos próximos dias, serão prestadas maiores informações acerca da motivação e demais circunstâncias do homicídio que ensejou a presente investigação.

Foto: Divulgação/PMSC