Janeiro Verde: mês de cuidado e prevenção ao câncer do colo de útero

A doença atinge mais de 16 mil mulheres por ano no Brasil

 

Chapecó/SC, 15 de janeiro de 2024 – A campanha Janeiro Verde busca conscientizar sobre o câncer de colo de útero. Esse tipo de câncer é considerado altamente prevenível e mesmo assim, os dados ainda preocupam: a doença atinge mais de 16 mil mulheres por ano no Brasil.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, o Inca. Por ser uma doença considerada silenciosa, 35% dos casos acabam levando a morte de pacientes. Esse tipo de câncer é causado pela infecção persistente por alguns tipos do papiloma vírus humano, o HPV.

Dados do Ministério da Saúde apontam que 75% das mulheres sexualmente ativas entrarão em contato com o HPV ao longo da vida e cerca de 5% delas vão desenvolver o tumor maligno em um prazo de dois a dez anos.

Vacinação

Para prevenção é importante a vacina contra o HPV e o exame de Papanicolau (preventivo). Desde 2014, o Ministério da Saúde implementou no calendário vacinal a tetravalente contra o HPV, atualmente disponível gratuitamente para meninas e meninos de 9-14 anos, e para adultos imunossuprimidos até 45anos. A vacina protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus.

Em Chapecó, em 2023, da população feminina 10.334, foram aplicadas 7.709 doses, com uma cobertura de 75%; já na população masculina 7.338 , foram aplicadas 5.103 doses, com uma cobertura de 70%. “Importante que os pais e responsáveis levem as crianças e adolescentes aos serviços de saúde para fazer a vacina do HPV, ela é uma importante ferramenta para prevenção da doença”, esclareceu Lilian Galão, coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Chapecó.

Preventivo

Já o exame preventivo, é outra forma de prevenção. Ele deve ser realizado por mulheres acima dos 25 anos, é um exame de rastreamento sensível, seguro e que torna possível a detecção dessas lesões que foram estimuladas pelo vírus HPV. Em Chapecó, são 79.976 mulheres em idade indicada para coletado exame que é de 25 a 64 anos.

Deste número, foram coletados em 2021, 16.157 coletas; em 2022 foram 24.352 e em 2023 foram 25.562. “Importante que as mulheres estejam em dia com os exames preventivos. Para realizar a coleta desse exame as mulheres podem procurar a sua Unidade de Saúde de referência durante o ano todo”, comentou a Gerente de Atenção Básica da Secretaria de Saúde de Chapecó, Ligia Schacht. Ela comentou ainda que em Chapecó foram registrados 55 casos de câncer de colo de útero em 2019; 42 em 2020; 46 em 2021; 48 em 2022 e 30 em 2023.

Com informações: PMC/Divulgação