Imetro realiza operação em produtos da cesta básica em SC

Ação faz parte do Plano Nacional de Vigilância de Mercado

 

O Instituo de Metrologia do Governo de Santa Catarina inspecionou a indicação quantitativa dos alimentos que compõem a cesta básica. A ação, que ocorreu entre 26 e 29 de junho, faz parte do Plano Nacional de Vigilância de Mercado, uma operação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) realizada no estado pelo Imetro-SC. O PNVM tem intuito orientativo e o objetivo de coibir a comercialização irregular de produtos no mercado formal.

Nesta ação, o foco dos fiscais da área de metrologia legal foi em padarias e supermercados varejistas e atacadistas que comercializam produtos pré-medidos, ou seja, aqueles que são embalados sem a presença do consumidor e que se encontram em condições de comercialização. Entre os produtos da cesta básica foram verificadas embalagens de arroz, feijão, café, óleo de soja entre outros.

A ação ocorreu em 28 estabelecimentos nas cidades de Florianópolis, São José, Blumenau, Itajaí, Gaspar e Capivari de Baixo. “Ao total foram fiscalizadas 232 amostras de produtos, com 2.245 unidades ensaiadas, onde foram encontradas 10 irregularidades. Principalmente nas padarias, foram encontrados alguns produtos sem indicação quantitativa e outros com o peso abaixo do tolerado pela legislação. Os estabelecimentos foram orientados para realizarem as correções necessárias, conforme determinado no plano”, explica o diretor de Metrologia Legal do Imetro, Hercílio de Oliveira Bez.

O presidente do Imetro, Alexandre Soratto, argumenta que este índice de apenas 4% de irregularidades é um sinal positivo, pois indica que as ações de orientação e inspeção realizadas pelo Imetro-SC nos produtos da cesta básica de alimentos está surtindo o efeito desejado.

Ouvidoria

Consumidores que desconfiarem de irregularidades devem entrar em contato pela Ouvidoria do Imetro-SC pelo e-mail ouvidoria@imetro.sc.gov.br ou pelo telefone 0800 643 5200 (segunda a sexta-feira, das 12h às 19h).

Por Mônica Foltran | Assessoria de Comunicação