Guarda Municipal de Chapecó intensifica ações contra usuários de drogas

O foco são espaços públicos de uso coletivo, como praças e parques

 

Chapecó/SC, 27 de janeiro de 2024 – A Guarda Municipal de Chapecó está intensificando as ações contra usuários de drogas neste início de ano. O foco são espaços públicos de uso coletivo, como praças e parque.

Durante a sexta-feira (26), diversas abordagens foram realizadas na região dos bairros SAIC e EFAPI, visando coibir o consumo de entorpecentes. Em torno de 20 pessoas foram abordadas, não sendo localizado substância ilícita com os abordados. Porém, junto aos abordados, diversos produtos e objetos utilizados para a preparação e consumo de substância entorpecente, principalmente maconha, foram localizados.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, Roger Lima, as ações serão contínuas visando preservar a ordem e manter a finalidade para a qual os equipamentos públicos estão dispostos em cada bairro.

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, disse que a Administração Municipal de Chapecó vem realizando uma série de ações no combate ao uso de drogas e crimes correlatos.

Em Chapecó a nossa posição não é de multar como há projetos em algumas cidades e uma proposta tramitando no legislativo. Nós somos favoráveis à prisão de quem está utilizando drogas em via pública, pois isso frequentemente está relacionado com outros crimes, como o furto de fios de cobre”, disse o prefeito.

No ano passado, em conjunto com a Polícia Militar e outras forças de segurança, foi lançada a Operação Asfixia, para combate do tráfico de drogas e roubos, com ações em pontos mapeados pela Secretaria de Segurança Pública.

Além disso, o município conta com o Programa de Internamento Involuntário, onde pessoas em situação de rua e drogadição são abordadas, com o apoio da Assistência Social e Secretaria de Saúde, além das Forças de Segurança, e encaminhados para clínicas e comunidades terapêuticas.

Em apenas 20 meses, cerca de 270 pessoas já foram atendidas. Destas, 110 fizeram tratamento e estão bem, com retorno familiar e algumas já empregadas. Cerca de 60 pessoas continuam internadas. Com isso, reduziu o número de pessoas na rua e também de crimes, que estavam relacionados com o uso de drogas.

Foto e informações: PMC/Divulgação/Guarda Municipal de Chapecó