Governador anuncia chamamento de aprovados em concurso público do Corpo de Bombeiros e entrega equipamentos

Os investimentos ultrapassam R$ 13 milhões

 

O governador Jorginho Mello anunciou nesta segunda-feira, 12, o chamamento de 250 soldados e 15 cadetes aprovados em concurso público do Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC), durante a solenidade de 20 anos de emancipação da corporação. Além disso, foram entregues viaturas e equipamentos, que somam R$ 13,1 milhões de investimento.

“Essas entregas vão melhorar ainda mais o desempenho do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina que já presta um serviço de excelência para a nossa sociedade. Além disso, é com muita honra que anuncio a chamados dos aprovados, para fortalecer a corporação”, frisou o governador.

Entregas

Nesta solenidade foram entregues as seguintes quatro caminhões de combate a incêndio, seis ambulâncias, dois veículos tracionados e equipamentos: nove quadriciclos, oito moto aquáticas, 10 kits de desencarceradores para atuação em resgate veicular, 54 conjuntos de equipamentos de proteção individual e oito equipamentos de proteção respiratória para atuação em combate a incêndio estrutural.

“É uma gama de viaturas e equipamentos que serão distribuídos em todo o território catarinense, para continuarmos cada vez mais salvando vidas e protegendo os catarinenses em todas as demandas que surgirem para o Corpo de Bombeiros Militar”, exaltou o comandante-geral, coronel Fabiano de Souza.

Caminhões de combate a incêndio

Três caminhões auto bomba tanque e resgate (ABTR) foram adquiridos com apoio do Governo do Estado, somando um investimento de  R$ 4 milhões. Os veículos foram encaminhados para os quartéis de Blumenau, Braço do Norte e Campos Novos.  Já o quarto caminhão foi adquirido por meio da emenda parlamentar do ex-deputado federal Hélio Costa, destinado ao município de Palhoça. O valor total investido foi de R$ 1.345.000,00.

Caminhonetes

Duas caminhonetes Ford Ranger, tracionadas, com valor unitário de R$ 300.400,00 foram adquiridas também por emenda do ex-deputado federal Hélio Costa. Elas foram destinadas aos quartéis de Santo Amaro da Imperatriz e Xaxim.

Ambulâncias

A aquisição de seis ambulância foi realizada por meio de emendas parlamentares e com recursos do Estado e dos municípios de Pinhalzinho e Saudades. O investimento total foi de R$ 1.965.000,00.

As emendas foram do deputado estadual Fabiano da Luz,  para duas ambulâncias destinadas para Pinhalzinho e Saudades; do  deputado estadual Sérgio Motta para a aquisição de 1 ASU, destinado a São José e do  ex-deputado estadual Onir Mocellin, para três ambulâncias, destinadas para Rio do Sul, Lebon Régis e Guaraciaba.

Equipamentos

Todos os equipamentos entregues foram adquiridos com recursos do Governo do Estado. O investimento total foi de R$ 3.324.241,96. Entre eles estão oito moto aquáticas, equipadas com pranchas de salvamento e carreta para transporte, representando um investimento de R$ 1.032.271,96, integrando as equipes no serviço de prevenção e salvamento aquático nos municípios de Florianópolis, Governador Celso Ramos, Laguna, Penha, Araranguá e Itajaí.

Para atendimento das ocorrências de resgate veicular, foram entregues 10 kits de desencarceradores, contendo cilindro extensor, alargador e ferramenta de corte, com valor de investimento de R$ 1.404.176,00.

Já para atuação em incêndio estrutural foram adquiridos 54 conjuntos de equipamento de proteção individual e oito equipamentos de proteção respiratória, destinados ao Centro de Ensino Bombeiro Militar, com um investimento de R$ 341.804,00.

Também foram entregues nove quadriciclos, com valor total de R$ 545.990,00, que serão utilizados pelos Batalhões de Criciúma, Itajaí, São José e Balneário Camboriú, sendo que dois destes são de emenda parlamentar do ex-deputado estadual Onir Mocellin, destinados ao quartel de Jaguaruna.

Na ocasião, o comandante-geral também anunciou que a corporação entregará em breve para a Associação de Bombeiros Voluntários nove kits de desencarceradores veiculares, cinco ferramentas de corte combinada e 17 repetidoras digitais, com um investimento de R$ 1.868.609,40.

Atos de promoção

Em todo o estado foram promovidos 28 praças e cinco oficiais, incluindo militares ao posto de coronel, o último da corporação.

Homenagens

Na solenidade desta segunda-feira, o governador Jorginho Mello, outras autoridades e bombeiros militares foram homenageados, com uma miniatura do estandarte histórico da corporação, como forma de agradecimento e reconhecimento pela colaboração no processo de emancipação.

Os homenageados:

Governador Jorginho Mello;

Presidente do Tribunal de Justiça João Henrique Blasi – na época Secretário de Segurança Pública;

Claúdio Appel da Silveira, representando o ex-governador Luiz Henrique da Silveira (in memoriam), que na época era governador.

Coronel RR Milton Antônio Lazzaris,

Coronel RR Adilson Alcides de Oliveira.

Fotos: Eduardo Valente / Secom

Emancipação

A corporação foi criada pela então Força Pública – hoje Polícia Militar – por meio da Lei 1.288, de 16 de setembro de 1919. A instalação foi efetivada oficialmente em 26 de setembro de 1926, no comando do coronel PM Pedro Lopes Vieira, e com apoio do governador Adolfo Konder.

Em 13 de junho de 2003, por meio da aprovação da Emenda Constitucional nº 33 de 13 de junho de 2003, o Corpo de Bombeiros Militar deixou de ser parte integrante da estrutura organizacional da Polícia Militar de Santa Catarina. A partir desta data, adquiriu o status de corporação autônoma.

Atualmente, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina está presente em mais de 140 municípios catarinenses, para atender toda a população com serviços ágeis e de qualidade, fatores que concedem à Santa Catarina o estado com uma das melhores abrangências de serviços de bombeiros do país.

“Temos um apreço pela nosso co-irmã, a Polícia Militar, afinal surgimos da Força Pública, mas sem dúvida alguma esses 20 anos representam um avanço significativo ao Corpo de Bombeiros Militar. Pudemos priorizar a nossa expansão territorial e os investimentos nas atividades específicas da corporação, deixando para a Polícia o combate à criminalidade”, finalizou o comandante-geral, coronel Fabiano de Souza.