Filha e genro indiciados por furto em conta bancária

A polícia civil após investigações identificou os autores

Xaxim/SC, 17 de janeiro de 2024 – A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia Civil de Xaxim, concluiu o Inquérito Policial instaurado para apurar a subtração de R$ 88.536,00 mil, por meio de compras e saques, da conta corrente de um uma mulher, de 51 anos de idade, em agência bancária da cidade. O fato teria ocorrido em vários meses do ano 2022.

A vítima procurou a delegacia de polícia, a fim de registrar a subtração reiterada de valores monetários, em decorrência de compras efetivadas em salões de beleza, lojas de vestuário, restaurantes e hotéis.

Segundo o delegado Vagner Papini, responsável pela delegacia da comarca de Xaxim, em análise aos dados bancários, chegou-se ao endereço dos locais em que as compras foram realizadas.

Na sequência, os investigadores, mediante a análise dos documentos bancários, da oitiva dos proprietários dos estabelecimentos comerciais e das imagens captadas pelas câmeras de vigilância, identificaram a filha e genro da vítima como sendo responsáveis pela utilização indevida do cartão de crédito/débito.

Após a utilização, o cartão da conta bancária era colocado no mesmo lugar, com a finalidade de não levantar suspeitas da vítima.

O inquérito policial, que documenta todas as diligências realizadas pela Polícia Civil, foi devidamente concluído e encaminhado ao Judiciário e Ministério Público, para as demais providências cabíveis no âmbito da persecução penal.

Os suspeitos, de 23 e 24 anos de idade, que restaram indiciados pelo crime de furto qualificado pelo abuso de confiança e pelo concurso de pessoa, com pena prevista de dois a oito anos de reclusão.

Ainda de acordo com a autoridade policial, diante da ausência dos requisitos para a decretação da prisão preventiva, respondem ao crime em liberdade.

Foto: Ilustrativa