Educação Financeira e Empreendedorismo integram o currículo em Chapecó

A Secretária de Educação, Astrit Tozzo, ressaltou a necessidade de uma matriz curricular alinhada com as mudanças sociais

A Rede Municipal de Ensino conta com novos componentes curriculares para o Ensino Fundamental, neste ano de 2024. Educação Financeira será ensinada de 1º ao 5º ano e Empreendedorismo para as turmas de 6º ao 9º ano. A Secretária de Educação, Astrit Tozzo, ressaltou a necessidade de uma matriz curricular alinhada com as mudanças sociais.

”A nossa criança de hoje é diferente daquela que ia na escola cinco anos atrás e nossa educação precisa acompanhar essas transformações da sociedade. Pensando nisso, é fundamental que as famílias se integrem ao estudo da educação financeira e do empreendedorismo, contribuindo para que os estudantes vivenciem na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula”, destacou.

No mesmo sentido, Marcelo Dal Piva, Gerente do Ensino Fundamental, comentou que foram adquiridos materiais didáticos sobre o assunto. ”O pai e a mãe quando receberem o livro sobre esses novos componentes, precisam ler e conversar com os filhos, porque assim a criança terá uma compreensão maior de como lidar com o dinheiro, resolver problemas e entender como funcionam as relações sociais e uso dos recursos disponíveis em casa”, disse.

A articuladora do Ensino Fundamental, Patrícia Espinoza, explicou que esses assuntos estão presentes na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e que são chamados de temas transversais, também destacou a importância do trabalho do professor em sala de aula.

”Empreendedorismo e Educação Financeira são temas transversais, porque eles atravessam todas as áreas do conhecimento: português, matemática, ciências, para citar alguns exemplos. Por isso, é importante que o professor dialogue com os alunos e mostre exemplos focados na realidade deles, contribuindo para a formação de um ser humano integral e atuante na sociedade”, afirmou.