Desentendimento de casal termina com ele no hospital e ela delegacia

Além de ser mordido, levou tamancada na cabeça

Campos Novos/SC, 23 de janeiro de 2024 – Uma tarde que deveria ser tranquila no Meio-Oeste catarinense, transformou-se em episódio de violência doméstica. Um casal de namorados envolveu-se numa discussão que escalou para agressões físicas, resultando com o namorado hospitalizado. A situação ocorreu no bairro Jardim Bela Vista, naquela cidade. Caso foi registrado por volta das 16h00min do último 21 do corrente, quando a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) foi acionada após uma mulher de 33 anos relatar uma discussão com seu companheiro. Ela alegou ter sido ameaçada e ter seu celular quebrado durante o desentendimento. Minutos após o chamado à central regional de emergência via telefone 190, chegavam informações de que um homem, de 44 anos, envolvido na discussão, havia dado entrada num hospital com lesões pelo corpo. Policiais foram até a unidade hospitalar para verificar a situação.

Relatos e ocorrência policial

Ao entrevistar o homem hospitalizado, ele afirmou para policiais que, durante a discussão, sua companheira o teria mordido e atingido com um tamanco na cabeça. Com base nos depoimentos e informações coletadas, a equipe policial registrou um boletim de ocorrência, dando início às investigações sobre o caso.

Anti cotidiano

O episódio destaca a importância de abordar questões relacionadas à violência doméstica e ressalta a necessidade de conscientização sobre o tema. As autoridades estão empenhadas em investigar o ocorrido, e é fundamental que casos como esse sejam tratados com a seriedade necessária para prevenir futuros episódios de violência no ambiente doméstico.

Proteção legal ao homem vítima de violência doméstica no Brasil

No Brasil, não há uma legislação específica que conceda proteção exclusiva ao homem que sofre violência doméstica. Geralmente, as disposições do Código Penal, Código de Processo Penal e outras leis aplicáveis a todos os cidadãos são empregadas.

Apesar disso, o sistema jurídico oferece respaldo ao homem vítima de violência. Com a promulgação da Lei nº 12.403, de 2011, houve uma alteração no artigo 319 do Código de Processo Penal, introduzindo medidas cautelares diversas da prisão. Essa mudança visa proporcionar instrumentos legais que podem ser aplicados em casos de violência doméstica, oferecendo suporte específico para proteção das vítimas masculinas.

Foto: Arquivo/Rádio Chapecó