Dengue SC: Estado repassa mais R$ 5 milhões aos municípios para o combate ao Aedes aegypti

A primeira parcela foi repassada em novembro de 2023

 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), repassou na última sexta-feira, 23, cerca de R$ 5 milhões aos municípios catarinenses para ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. Este recurso é referente a segunda parcela do total de R$ 10 milhões, para organização dos 295 municípios a fim de reduzir os casos da doença em 2024. A primeira parcela foi repassada em novembro de 2023.

Estes valores somam-se a outros repasses de recursos próprios aos municípios no montante de 10 milhões de reais para combate à Dengue no primeiro semestre de 2023. O Estado oferece continuamente aos municípios apoio técnico e fornecimento de insumos, como larvicidas, inseticidas e testes diagnósticos, além de veículos para aplicação dos inseticidas. Também foram empregados outros recursos em campanhas de mídia e comunicação social, que somam mais de R$ 7 milhões também durante o ano passado.

O recurso já está na conta dos municípios. Com ele é possível fazer a contratação de pessoal, ações locais, mutirões de limpezas e outras ações necessárias para evitar a proliferação do mosquito da dengue. As ações de combate neste momento são fundamentais para evitar o aumento significativo de números de casos. O Estado decretou Emergência Epidemiológica em razão da infestação do Aedes aegypti em Santa Catarina, demonstrando a nossa preocupação e agindo na prevenção e no atendimento dos pacientes após o cometimento pela doença”, reforça a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

O auxílio financeiro deverá ser usado pelas secretarias municipais de Saúde para o custeio de ações das atividades previstas nas Diretrizes Estaduais para Vigilância Epidemiológica e Controle das Arboviroses em Santa Catarina, conforme os critérios aprovados pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), por meio da deliberação  693/CIB/2023. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) está elaborando um documento técnico para orientar os municípios com ações nas quais o recurso financeiro pode ser empregado.

Santa Catarina tem 21.800 casos prováveis de dengue em 204 municípios. Já foram confirmados, no sistema oficial, nove óbitos por dengue em 2024 (6 Joinville, 1 Araquari, 1 Itajaí e 1 Itapiranga). Considerando o atual cenário, além do decreto de emergência e da intensificação das ações, é fundamental que a população compreenda o risco de manter hábitos que permitam a reprodução do mosquito Aedes aegypti.

Por isso, é preciso um esforço conjunto entre o poder público e a população no controle do Aedes aegypti. Mais do que nunca, é fundamental verificar locais que possam acumular água e eliminá-los. Essa continua sendo a melhor estratégia de prevenção contra a doença”, reforça o diretor da Dive, João Fuck.

Lista dos municípios que receberam os repasses para ações de enfrentamento à Dengue

Plano de Contingência SC

Foto: Jonatã Rocha / SECOM