Dengue em SC: boletim revela que 47 municípios possuem alto risco de transmissão da doença

Os dados são do Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) realizado entre janeiro e fevereiro deste ano. No ano passado, foram 41 municípios com alto risco de transmissão

 

Santa Catarina possui 47 municípios com alto risco de transmissão de dengue. Outras 69 cidades apresentam médio risco e 34, baixo risco.

Os dados são do Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) realizado entre janeiro e fevereiro deste ano. No ano passado, foram 41 municípios com alto risco de transmissão.

Além de apresentar o risco de transmissão das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, o LIRAa fornece informações referentes aos locais que apresentam água e que podem servir como criadouros para reprodução do mosquito.

Foram inspecionados 148.318 depósitos, o que representa um aumento de 17,7% em relação ao levantamento de 2023, quando foram inspecionados 126.003 depósitos.

A maioria era de recipientes móveis (39%), como pratinhos de plantas e baldes, seguido por lixo e sucata (30,1%) e os recipientes fixos como calhas e piscinas (14,8%).

DENGUE EM CHAPECÓ

No boletim divulgado nesta segunda-feira (26), foram registrados 45 novos focos do mosquito Aedes aegypti em relação à semana passada.

No total, são 445 focos no ano. Em 2024 foram registrados 64 casos da doença, entre os 904 que foram testados. Destes, 680 deram negativo e 160 estão aguardando o resultado.

FIQUE ATENTO AOS SINTOMAS 

Os principais sintomas da dengue são:

Febre alta > 38.5ºC.

Dores musculares intensas.

Dor ao movimentar os olhos.

Mal estar.

Falta de apetite.

Dor de cabeça.

Manchas vermelhas no corpo