Chapecó lança programa de cirurgias e prevenção da obesidade

Foi na manhã desta quinta-feira (22) 

 

Há 12 anos Iracema Vaz, moradora do bairro São Pedro, convive com o problema da obesidade e aguarda uma cirurgia. Ela está com 152 quilos e não consegue ficar em pé. Mas essa espera vai terminar graças ao Programa Vida Plena: Qualidade de Vida na Prevenção e Tratamento da Obesidade, lançado nesta quinta-feira, pela Prefeitura de Chapecó, no Centro de Eventos.

Ela recebeu das mãos do prefeito João Rodrigues o agendamento da consulta, que será no dia 12 de março, às 8h, no Hospital São Francisco, de Concórdia. Lá estará a equipe médica e anestesista. Antes ainda fará mais alguns exames. Dando tudo certo ela poderá fazer a cirurgia ainda neste mês de março.

“Espero finalmente poder fazer a cirurgia bariátrica para depois fazer a cirurgia do joelho e voltar a caminhar. Agora só fico no sofá ou na cama e não consigo nem fazer comida. Meu marido é que faz para mim”, explicou.

Seis pessoas receberam agendamento de consulta. Ivonete Fetter, que espera a cirurgia desde 2018, é outra beneficiada. “Agradeço muito por essa oportunidade. Muito obrigada”, disse. Outro beneficiado foi Clair Orloski, que chegou a 154 kg e está na fila há quatro anos. Sua consulta será no dia 5 de maio, em Concórdia. Ele disse que já vinha sendo acompanhado e que não basta a cirurgia, mas também a mudança psicológica.

De acordo com o secretário de Saúde, Jader Danielli, os pacientes já vinham sendo acompanhados com equipe de nutricionistas, psicólogos e nutrólogos. As pessoas foram escolhidas conforme uma lista que já vinha sendo atendida em Lages. O problema é que a fila é muito lenta. Maribel Maria Locatelli disse que tem problema com obesidade há 25 anos, começou os procedimentos ainda em Florianópolis e faz o acompanhamento em Lages, para onde viaja eventualmente, onde chega às 3h da manhã, faz as consultas e volta para casa à meia noite.

Ela não está na lista dos seis primeiros, mas está entre os 30 que serão encaminhados para cirurgia até o final do ano. Por meio de edital de licitação, a Prefeitura contratou 30 cirurgias, metade no Hospital São Francisco, em Concórdia, e metade no Hospital do IMAS, em Brusque. O valor de cada cirurgia é de R$ 23,4 mil.

O prefeito João Rodrigues disse que a Prefeitura está bancando para agilizar a fila, que estava parada.

“No ano passado um jovem me mandou mensagem, que estava com problema de obesidade, pesando 290kg. Ele era vigia da Prefeitura e somente na pandemia engordou 100 kg. Conseguimos uma cirurgia de graça em Araranguá, bancada pelo Instituto Maria Schmitt e o paciente já perdeu 90kg. Dentro de seis meses ele deve fazer a última cirurgia. Por isso nós decidimos lançar um programa de enfrentamento da obesidade. Porque o mais importante é cuidar das pessoas, principalmente das que mais estão sofrendo”, disse o prefeito.

Os pacientes que tiverem índice de massa corporal maior que 40, ou então acima de 35 mas com comorbidades, podem buscar informações sobre o programa nas unidades de saúde.

Mas o programa não se resume às cirurgias. Paralelamente, a Atenção Primária à Saúde vem desenvolvendo ações  visando a educação em saúde para a prática da realização de atividade física, alimentação saudável e autocuidado, com grupos de educação alimentar e nutricional para pessoas com sobrepeso ou obesidade, com inserção de práticas integrativas e complementares; grupos de atividade física, que têm a finalidade de melhorar a qualidade de vida, autonomia nas atividades da vida diária, alívio das dores e melhora dos sintomas como insônia e ansiedade.

Para ampliar os grupos já existentes, estão sendo criados 5 Novos Grupos por territórios de saúde nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro, os quais terão atuação multiprofissional com estratégias voltadas exclusivamente para o tratamento da obesidade, com ações desenvolvidas em parceria com a Fundação de Esportes.

O presidente da Fundação de Esporte de Chapecó, Agnaldo Veriato Pereira, informou que provavelmente ainda em março vai começar um grupo com atividade física orientada, na região Sul, em parceira com a Unoesc.

Também estiveram presentes no lançamento do programa de combate à obesidade o presidente da Câmara de Vereadores, André Kovaleski, e o representante do Conselho Municipal de Saúde, Gilberto José Mário.

Foto: Leandro Schmid