Em operações visando o combate ao tráfico de drogas ilícitas e ao crime organizado, a DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Chapecó prendeu duas pessoas, um homem de 30 anos e uma mulher de 32 anos, membros de uma facção criminosa atuante em todo o Estado de Santa Catarina e responsável pela distribuição de grande quantidade de drogas ilícitas nesta cidade de Chapecó.

FOTO: Polícia Civil/Divulgação rádio Chapecó

De acordo com Luiz Shaefer, delegado responsável pela DIC, o primeiro mandado de prisão preventiva foi cumprido na tarde de segunda-feira (23), na Penitenciária Industrial de Chapecó, ocasião em que foram também realizadas buscas em cela habitada pelo integrante do grupo criminoso. Na ação, que contou com o apoio dos agentes da Polícia Penal de Chapecó, foram apreendidos diversas anotações das atividades e da contabilidade do grupo criminoso, além de aparelhos celulares, que permitirão que a investigação avance na identificação de outros criminosos.

Já na quarta-feira (25), outra integrante do mesmo grupo foi presa pelos investigadores da DIC, em cumprimento de mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário local, após representação da autoridade policial. A investigação promovida pela DIC apurou que os dois seriam os proprietários de 1,7 quilo de cocaína, 460 gramas de maconha e 180 gramas de crack apreendidos no dia 22 de março deste ano, em operação promovida pela 1ª Delegacia de Polícia de Chapecó, no Distrito Marechal Bormann.

Relembrando que, na ocasião, o comparsa da mulher e do homem, também membro da facção criminosa, chegou a atropelar um delegado de polícia durante tentativa de fuga, tendo sido preso em seguida. Além da propriedade de referida droga, a investigação vem demonstrando o envolvimento dos dois em outros delitos, assim como a existência de outros membros do mesmo grupo criminoso em Chapecó.

A mulher foi encaminhada ao Complexo Penitenciário de Chapecó, onde, junto do outro homem, permanece à disposição da Justiça. Destaque-se que as prisões e buscas realizadas devem causar grande impacto nas atividades ilícitas da facção criminosa, sendo que a investigação prosseguirá no âmbito da DIC de Chapecó para apuração completa dos ilícitos.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here