A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) de Chapecó, prendeu preventivamente, na tarde de quinta-feira (19), dois suspeitos pela prática do crime de roubo majorado pelo concurso de pessoas, emprego de arma de fogo e restrição da liberdade da vítima.

Segundo Elder Arruda, delegado responsável pela DRF, os investigados, um homem de 24 anos e o outro de 26 anos, ambos na posse de arma de fogo, entraram em uma residência, localizada no bairro Efapi, oportunidade em que anunciaram o roubo a um casal e uma criança de 5 anos.

O proprietário da residência entrou em luta corporal com um dos suspeitos, sendo agredido com chutes e socos, enquanto outro investigado apontava a arma de fogo para a cabeça da criança, pedindo por dinheiro e arma de fogo, empreendendo fuga com os veículos das vítimas, logo após subtrairem aparelhos de telefonia celular, televisores e tablets.

No dia seguinte, as vítimas compareceram à Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó e registram o boletim de ocorrência, sendo realizadas as respectivas oitivas.

Ainda de acordo com o Delegado Elder Arruda, cientes do crime após instauração do Inquérito Polícia, os Policiais Civis passaram a realizar diligências, havendo troca de informações com a Polícia Militar, ocasião em que identificaram os suspeitos. Os Policiais Civis, então, elaboraram relatório de investigação policial, detalhando como a infração penal ocorreu, apontando a qualificação dos investigados.

A Autoridade Policial, após recebimento do relatório, representou pela prisão preventiva dos suspeitos, bem como pela busca e apreensão nas residências dos investigados.

Deferida a medida cautelar, a Autoridade Policial e os Policiais Civis da Delegacia Especializada fizeram as prisões, localizando um deles no bairro Efapi e outro na cidade de Arvoredo. O carro de um dos suspeitos, no qual foi utilizado para ir ao local do crime, foi apreendido.

Os suspeitos, após serem interrogados, foram encaminhados ao sistema prisional, local em que permanecem à disposição da justiça.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here