SEGUNDA-FEIRA (17/01):

CONDIÇÕES DO TEMPO: Dia quente com presença de sol e algumas variações de nuvens,
devido à manutenção e influência de uma intensa massa de ar quente (onda de calor). Os
elevados índices de umidade relativa do ar em combinação com altas temperaturas,  proporcionam a formação de alguns temporais passageiros típicos de verão de maneira mal
distribuída especialmente durante a tarde e noite com destaque para as regiões do Meio Oeste, Planaltos, Vale do Itajaí e Faixa Litorânea. Algum transtorno associado a alguma tempestade de verão (chuva torrencial, granizo, raios e vendaval) não pode ser descartado devido o calorão. É valido ressaltar que algumas cidades não passam de um aumento de nuvens sem o registro de chuva por conta da irregularidade das precipitações com destaque para o Oeste e Extremo Oeste.
TEMPERATURA: Mínimas altas no Oeste, Vale do Itajaí e Litoral durante a madrugada e início da manhã variando entre 22/26ºC, 19/23ºC no Meio Oeste e Planalto Norte e entre 16/19ºC na Serra. Máximas altas em todo o estado na marca dos 35/38ºC no Oeste e Meio Oeste, 40/42ºC em Itapiranga e baixo vale do Rio Uruguai no Extremo Oeste, 31/35ºC na Serra e oscilando entre 38/40ºC no Litoral Sul, 36/37ºC no Vale do Itajaí e Norte do estado.                                                                                                            UMIDADE: Umidade relativa variando entre 25/40% no Oeste e em torno de 50/80% dos Planaltos ao Leste. Sensação de abafamento.
Vento: Ventos de nordeste/noroeste com velocidade de 10/20 km/h. Rajadas na ordem dos
45/60 km/h, ocorrem durante os temporais de verão. Em eventuais episódios de tempestades severas, algum registro de vendaval com transtornos não pode ser descartado.

TERÇA-FEIRA (18/01):

CONDIÇÕES DO TEMPO: Uma intensa massa de ar quente (onda de calor) favorece mais um dia com muito calor e abafamento com presença de sol intercalando com alguns intervalos de muitas nuvens. A combinação do forte calor associado às elevadas taxas de umidade relativa do ar, proporcionam a formação de alguns núcleos de instabilidades (temporais passageiros típicos de verão) de maneira mal distribuída especialmente durante a tarde e noite. Algum transtorno associado a alguma tempestade de verão (chuva torrencial, granizo, raios e vendaval) não pode ser descartado devido o calorão. Algumas cidades não passam de um aumento de nuvens sem o registro de chuva por conta da irregularidade das precipitações com destaque para o Oeste e Extremo Oeste.
TEMPERATURA: Mínimas elevadas no Oeste, Litoral e Vale do Itajaí durante a madrugada e
início da manhã variando entre 21/25ºC, 19/22ºC no Meio Oeste, Planalto Norte e 17/20ºC no Planalto Sul. No Topo da Serra, mínimas entre 16/18ºC. Máximas na marca dos 36/39ºC no Oeste e Meio Oeste, 40/43ºC no Extremo Oeste com destaque para as cidades do baixo vale do Rio Uruguai (região de Itapiranga), 37/40ºC no Litoral Sul, 31/35ºC na Serra e 33/37ºC no Vale do Itajaí e Norte do estado. UMIDADE: Umidade relativa variando entre 25/40% no Oeste e em torno de 50/80% dos Planaltos ao Leste. Sensação de abafamento.
Vento: Ventos de nordeste/noroeste com velocidade de 10/20 km/h. Rajadas na ordem dos
45/60 km/h, ocorrem durante os temporais de verão. Em eventuais episódios de tempestades severas, algum registro de vendaval com transtornos não pode ser descartado.

Previsão Agrometeorologia: https://saojoaquimonline.com.br/climaterra/
Piter Scheuer – Meteorologista –

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here