Uma decisão do juiz da Vara Única da comarca de Pinhalzinho, Caio Lemgruber Taborda, determinou a permanência no Presídio Regional de Chapecó do acusado pela morte de duas professoras e três bebês, em uma creche de Saudades, no Oeste. A direção da unidade prisional confirmou que tem condições de realizar o tratamento de saúde do interno.

Em decisão anterior, o magistrado havia autorizado a transferência do acusado para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), em Florianópolis, já que o Departamento Prisional havia informado a indisponibilidade de psicólogo e a visita quinzenal de psiquiatra. A entrada dele na instituição de saúde estava prevista para a tarde desta segunda-feira (29/11).

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here