As definições ocorreram em reunião na noite desta quarta-feira, 06, entre a diretoria da ACISJO – Associação Comercial e Industrial de São João do Oeste, e representantes do executivo municipal.

Conforme o presidente da Associação, Joel Follmann, foram apontadas necessidades de organização e planejamento para realização da Expo São João. Ele destaca que a prefeitura apresentou algumas dificuldades e situações que motivaram a ACISJO concordar em transferir a Feira para dezembro de 2023.

Em contrapartida os empresários querem prioridade para demandas que foram apresentados no ano passado por meio do programa Voz Única. Joel Follmann diz que é preciso aproveitar o momento em que o governo estadual possui recursos disponíveis para investimentos em infraestrutura. Ressalta que a Associação está de acordo que este momento realmente precisa ser aproveitado com foco em projetos e mobilização para que obras importantes e necessárias possam ser realizadas no município.

Joel Follmann aceitou o argumento de que é preciso priorizar esforços na busca por recursos e consequentemente, em 2022 acompanhar e realizar as obras. Inicialmente a ACISJO defendia a manutenção da Feira a cada quatro anos, com o evento sendo realizado em 2022. Entre os pedidos para o Governo Municipal está a adequação das calçadas para o novo modelo municipal, contemplando acessibilidade e embelezamento da cidade.

O presidente diz que os investimentos vão transformar São João do Oeste e será possível apresentar um local ainda melhor aos turistas que já frequentam anualmente a cidade e especificamente aos visitantes da Feira. Com informações da Rede Peperi.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here