Santa Catarina, já consolidada a segunda economia mais competitiva do país, alcançou um dos melhores índices da história do estado, balizado pelo Produto Interno Bruto estadual, que passou de um crescimento de 2.9% para 9% nos doze meses encerrados em junho. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que o PIB brasileiro passou de uma retração de 3,8% em 12 meses até março, em relação ao mesmo período anterior, para um crescimento de 1,8%, na mesma comparação até junho.

Os dados divulgados nesta sexta-feira, 3, estão no Boletim de Indicadores Econômico-Fiscais de Santa Catarina, uma publicação on-line e mensal da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), compartilhando dados quantitativos e qualitativos do desempenho da economia catarinense.

CRESCIMENTO DOS SETORES

Segundo dados divulgados pelo IBGE, Santa Catarina teve o maior crescimento no volume de serviços nos últimos doze meses encerrados em junho, relativos ao mesmo período anterior, quando comparado com os doze maiores estados produtores de serviços. Cresceu 8,4% frente a uma média nacional de 0,4%.

Na indústria de transformação, nessa mesma comparação, Santa Catarina cresceu 15%, enquanto a média do País foi 7,7%. No varejo ampliado, o crescimento foi 10,7% no Estado e de 7,9% no País. Esta performance econômica refletiu na evolução do PIB estadual, estimado pela SDE, conforme explica o economista Paulo Zoldan.

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here