O programa social Troco Solidário, do Grupo Pereira, que existe desde 2007, encerrou o ano de 2020 com mais de R$ 3,4 milhões em arrecadações, sendo R$ 2,2 milhões vindos de contribuições dos clientes e R$ 1,2 milhão de aporte da companhia. O montante foi distribuído a cerca de 80 entidades beneficentes em Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal, onde as lojas do Comper e Fort Atacadista estão presentes. 

“O Troco Solidário é uma das principais iniciativas de responsabilidade social da companhia e motivo de orgulho da nossa família. Por isso, no meio da pandemia, criamos também o Troco em Dobro. Nele, o Grupo Pereira duplicou o valor arrecadado pelos clientes, com o objetivo de beneficiar entidades que sofreram com a redução do investimento social em função da covid-19 no Brasil”, explica o presidente do Grupo Pereira Beto Pereira

O programa consiste em, no próprio caixa da loja, arredondar o valor do tíquete de compras dos clientes das bandeiras Fort Atacadista e Comper para um valor cheio. Essa diferença é repassada para a doação. 

Com o agravamento da crise econômica do Brasil gerada pela pandemia, no segundo semestre de 2020 foi registrado um aumento no valor das doações em algumas regiões. A bandeira Fort Atacadista foi a que mais contribuiu com o programa entre julho e dezembro. Neste período, as arrecadações da bandeira de atacarejo em Santa Catarina passaram dos R$ 420 mil. 

Com informações – Assessoria de Imprensa Grupo Pereira

A rede de supermercados Comper, no estado do Mato Grosso, arrecadou R$ 245 mil, o que fez o programa ser um sucesso. No Mato Grosso do Sul, as doações beneficiaram institutos como a Fundação Barbosa Rodrigues e o Instituto SOS Pantanal. Cada um recebeu doação no valor de R$ R$ 43.908,80. 

De acordo com o responsável pela parte estrutural do Instituto SOS Pantanal, Jeferson de Paula Almeida, os recursos recebidos por meio do programa Troco em Dobro serão utilizados para manutenção da sede, estruturação, montagem e compra de equipamentos de brigadas que serão instaladas no bioma localizado tanto no Mato Grosso do Sul, como no estado vizinho. “Dependemos de recursos de terceiros para sobreviver e ficamos imensamente agradecidos por nossa escolha em participar do troco em dobro”, afirma. 

Desde julho do ano passado o Pantanal vem enfrentando problemas em relação às queimadas e o Brasil se mobilizou a apoiar o instituto nos serviços de proteção deste bioma. Segundo balanço do governo do Estado, só em Mato Grosso do Sul o bioma já perdeu 1,408 milhão de hectares. No Mato Grosso, as chamas consumiram outros 2,053 milhões de hectares. 

Para 2021, a meta do Grupo Pereira é incentivar os clientes das bandeiras Fort Atacadista e Comper a doarem mais. “Queremos chegar a R$ 3 milhões em doações dos clientes, contra os R$ 2,2 milhões de 2020 e ampliar a número de instituições beneficiadas”, planeja o executivo. 

SOBRE O GRUPO PEREIRA 

Fundado em 1962, no município de Itajaí (SC), o Grupo Pereira atua no varejo e no atacado com as bandeiras Comper, Fort Atacadista e Bate Forte. São mais de 15.000 funcionários e 780 representantes comerciais autônomos nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal. Atualmente, a companhia tem 85 unidades de negócios, sendo 28 lojas do Comper (rede de supermercados), 44 lojas do Fort Atacadista (atacarejo), seis filiais do Bate Forte (atacadista de distribuição) e sete lojas de varejo farmacêutico – SempreFort. O GP também é proprietário do braço de serviços financeiros, Vuon, lançado em 2019, que inclui o privatelabelVuonCard, que já conta mais de 350 mil cartões emitidos, além de seguros e assistência odontológica. 

Com a missão de oferecer uma experiência de comprar positiva, por meio de excelência no relacionamento com clientes, fornecedores e funcionários, o Grupo Pereira colabora com a sociedade e com as comunidades do entorno por meio de programas de sustentabilidade e de responsabilidade social. 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here