As vacinas contra o coronavírus chegaram em Chapecó. O transporte foi feito pela aeronave Arcanjo, do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. Antes de pousar no aeroporto Serafim Bertaso, a equipe passou por Videira, Joaçaba, Xanxerê e Concórdia. Após sair de Chapecó, o avião seguiu para São Miguel do Oeste.

Fotos: Leandro Schmidt / PMC / Divulgação

A regional de Chapecó (39 municípios) recebeu 5.360 doses de vacina no primeiro lote, segundo informações da coordenação macrorregional de Saúde do Estado. Destas, 29 caixas, com 1.160 vacinas, são específicas para a população indígena, que serão aplicadas nas aldeias Kondá e Toldo Chimbangue, por profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena.

Um ato será realizado no fim da tarde da tarde, para marcar o início da vacinação na maior cidade do Oeste. A primeira pessoa em Chapecó a receber a vacina será a enfermeira Julia Copetti, de 50 anos, que há 18 anos trabalha no Hospital Regional do Oeste (HRO).

Vacinação inicia nesta terça-feira em Chapecó

O ato oficial de início da vacinação contra a Covid-19 em Chapecó será às 15h30 desta terça-feira (19), no auditório da Prefeitura Municipal. Três pessoas representando os profissionais da saúde, idosos e indígenas, que são os grupos prioritários, serão os primeiros a receberem a Coronavac.

Das 5,3 mil doses que chegaram para os 39 municípios da região Oeste, são 3.367 doses para Chapecó. O avião Arcanjo, dos Bombeiros, que trazia a Coronavac chegou por volta das 11h20, no Aeroporto Serafim Enoss Bertaso. Depois as vacinas foram para a central de frios da macrorregional de Saúde do Estado, na antiga secretaria do Oeste. De lá será feita a distribuição para os municípios.

Em Chapecó a vacinação inicia pelos profissionais dos hospitais que atuam na UTI Covid e Enfermaria Covid. Depois nos ambulatórios Covid do município. Só para os profissionais de saúde. Estão reservadas para os indígenas da Aldeia Kondá e Toldo Chimbangue 1.156 doses.

Também serão vacinados idosos em instituições como o centro de convivência. Inicialmente essas doses não cobrem o grupo da primeira etapa de vacinação, que inclui 16 mil pessoas. Mas o secretário da Saúde de Chapecó, Luiz Carlos Balsan, ressaltou a importância histórica desta data, pois representa o início da imunização para que possamos voltar à normalidade, daqui a alguns meses. Além disso a chegada da vacina começa a atender as pessoas que estão na linha de frente do combate à doença, além de outros grupos de risco.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here