Mesmo com o impacto da pandemia da Covid-19 na economia, Santa Catarina segue firme com o perfil mais empreendedor do Brasil. E os números apresentados pela Junta Comercial (Jucesc), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), nesta última quinta-feira (14), comprovam. Em 2020, o saldo de abertura foi de 115.074 novos empreendimentos, resultado 19% maior em relação ao mesmo período de 2019, que apresentou um saldo de 96.509 empresas.

“Santa Catarina já tem o DNA empreendedor, e é função do Estado incentivar e desenvolver ainda mais essa característica. Com o processo de modernização e simplificação da Jucesc, conseguimos gerar mais oportunidades e reduzir a burocracia para o catarinense”, afirmou o governador Carlos Moisés.

O secretário da SDE, Celso Albuquerque, destaca que a economia catarinense vem se recuperando da crise causada pela pandemia e lembra que diversos indicativos positivos demonstram a retomada.

“O primeiro reflexo desta retomada está no número de pessoas que estão empreendendo. A produção industrial catarinense cresceu 11,1%, a segunda maior alta do país, em novembro. Mas, o crescimento também é observado pelo IBGE em outros setores, com o de serviços, que vem há seis meses com registros positivos. O volume das receitas do segmento no estado cresceu 4,6% em novembro, em comparação ao mesmo mês de 2019. E não para por aí. Por isso, seguiremos no trabalho pela segurança jurídica e simplificação dos processos, para que cada vez haja menos burocracia para quem busca constituir uma empresa”, afirma Albuquerque.

De acordo com o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs, tratam-se de resultados extremamente relevantes, tendo em vista o impacto na economia causado pela pandemia, mas que não conseguiu afugentar o empreendedor de seu objetivo principal, que é levar adiante seu próprio negócio e trabalhar pelo desenvolvimento de seu município e, consequentemente, de todo nosso estado.

“Temos consciência de que os avanços implantados na Junta Comercial, como a Jucesc 100% Digital, também contribuíram significativamente para o aumento no número de novas empresas”, finaliza Bugs.

Ao analisar o saldo acumulado nos anos de 2019 e 2020, na abertura de empresas, Santa Catarina apresentou um crescimento de 177,3% em relação a 2018. Atualmente, o Estado catarinense conta com 956.973 empresas ativas.

Na pandemia

Quando se trata do período só da pandemia, Santa Catarina também apresentou resultados relevantes em relação aos anos anteriores, na abertura de empresas. Em 2019, do dia 17 de março a 31 de dezembro, o Estado teve um total de 119.664 constituições. Já no ano de 2020, no mesmo período, o número chegou a 130.216 novos empreendimentos.

A quantidade de baixas também diminuiu em 2020 no período da Covid-19: de 40.582 para um total de 38.707 empresas fechadas, entre 17 de março a 31 de dezembro.

Com estes números, só no período da pandemia, Santa Catarina registrou um saldo de 91.509 novas empresas.

Mais facilidade

Com uma média de 1.210 análises realizadas diariamente, a Jucesc proporciona aos usuários a facilidade de usar o sistema 100% digital, que está disponível 24 horas por dia, durante todos os dias da semana, incluindo feriados e finais de semana. Com as inovações implantadas pela Junta no sistema, atualmente é possível abrir uma empresa em menos de oito minutos por meio do Registro Automático.

Com todo o trabalho de desburocratização e simplificação, a Jucesc é considerada referência entre todas as Juntas Comerciais do Brasil e está entre as três que praticam os menores valores de taxas para atos e serviços.

Assessoria de Comunicação / SDE

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here