Bancários realizam nesta sexta-feira (15), em Chapecó, um ato contra o plano de reestruturação do Banco do Brasil, que prevê o corte de 5 mil funcionários e o fechamento de agências, entre outras medidas. A manifestação será às 10h30, na agência Centro do banco.

O ato em Chapecó integra uma mobilização nacional contra a reestruturação do Banco do Brasil. O Sindicato dos Bancários de Chapecó e Região entregará uma carta aberta à população, alertando sobre os prejuízos do plano para toda a sociedade.

Além de desligar 5 mil funcionários, a reestruturação tem como meta fechar 112 agências, 242 postos de atendimento e sete escritórios, em um total de 361 unidades em todo o país. As medidas foram anunciadas pela direção da empresa nesta segunda-feira (11), sem transparência e sem discussão prévia com a representação dos bancários.

Segundo o dos Bancários, não há justificativa para os cortes que sinalizam para o desmonte do banco público. O Banco do Brasil é uma empresa sólida e lucrativa. De 2016 a 2019 registrou crescimento, em termos nominais, de 122% no lucro líquido. Em contrapartida, a direção do banco tem enxugado cada vez mais o quadro de funcionários. De 2016 até o terceiro trimestre de 2020, o número de empregados caiu de 109.864 para 92.106. Diminuiu também o número de agências, de 5.428 para 4.370, uma redução de 19%.

“Não podemos aceitar mais esse ataque ao banco público e aos seus funcionários. O plano de reestruturação visa o enfraquecimento do Banco do Brasil, medida que só vem para prejudicar os trabalhadores e a população que depende de atendimento. Vamos nos mobilizar e reagir contra essa arbitrariedade”, ressalta o diretor de Comunicação do Sindicato dos Bancários de Chapecó e Região, Sebastião Araujo.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here