Sempre que um dia 29 de novembro se aproxima, além do saudosismo – ainda mais presente – surge a desafiadora missão, por parte da Chapecoense, de prestar homenagens que, de fato, exaltem as boas lembranças e eternizem a memória de todos que partiram.

Neste ano, especialmente, por conta das limitações impostas pela pandemia, o clube precisou se reinventar e exercitar ainda mais a sensibilidade, pensando em iniciativas e ações que impactem à altura, apesar da impossibilidade de reunir as multidões que têm tanto carinho pelos nossos eternos guerreiros.

Pensando nisso, nesta oportunidade, a maioria das homenagens e lembranças será singela, mas carregada de simbologia, e direcionada, principalmente, às redes sociais – com exceção a ações pontuais que serão realizadas no jogo de sábado, contra o Guarani, e na Arena Condá, no domingo.

No sábado (28), antes do jogo contra o Guarani, o time da Chapecoense entrará em campo com uma faixa em alusão aos quatro anos do acidente aéreo, reforçando, principalmente, a solidariedade e o apoio às famílias. Além disso, os atletas jogarão de branco – cor fortemente utilizada pela agremiação no mês de novembro a fim de transmitir a ideia de paz.

Já no domingo (29), serão divulgados, nas redes sociais, uma arte e um vídeo com homenagens realizadas pelo clube. No vídeo, em especial, será divulgada uma homenagem surpresa, feita na Arena Condá, que eternizará os eternos guerreiros no palco das suas maiores conquistas. Além disso, o estádio permanecerá com som ambiente durante todo o dia e, à noite, os refletores serão acesos, num gesto silencioso, mas de muito significado e reflexão.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here