Santa Catarina contabiliza 12 regiões classificadas em estado Grave e quatro com risco Alto em relação ao novo coronavírus, de acordo com os dados da Matriz de Avaliação de Risco Potencial para Covid-19. As regiões do Médio Vale do Itajaí, Alto Vale do Itajaí, Xanxerê e Oeste estão na situação de risco Alto (cor amarela).

Os dados divulgados na manhã desta quinta-feira, 15, apontam que a região da Serra Catarinense, anteriormente classificada com o risco Alto, passou para a situação Grave (cor laranja). Por outro lado, a região do Alto Vale do Itajaí foi reclassificada de Grave para Alto.

A matriz ainda colocou em alerta, pelo aumento do número de casos, as regiões da Grande Florianópolis, Planalto Norte, Serra Catarinense e Extremo Sul. Nas regiões Carbonifera, Laguna e Alto Vale do Rio do Peixe, os dados apontam que a pandemia continua em expansão. A ferramenta emitiu alerta pela mortalidade por Covid-19 na semana ultrapassar 2/100 mil habitantes.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, voltou a destacar que as mudanças na Matriz de Risco Potencial permitem a visualização ainda mais precisa do cenário regional. “Há certa estabilidade nas últimas semanas, mas com um aumento de casos dos últimos dias houve esse reflexo na matriz.

Foi o que aconteceu com a Serra catarinense, por exemplo. Construímos regramentos sanitários seguros e precisamos que as pessoas respeitem e compreendam que o vírus não foi embora”, afirmou. “Com esses dados, podemos atuar com total segurança nos surtos que podem vir a acontecer, para reduzir ou evitar o impacto da segunda onda, que já vem atingindo outros países e estados”.

ATUALIZAÇÕES NA FERRAMENTA

A Avaliação do Risco Potencial passou por atualização diante do novo momento da pandemia, propondo um foco maior na atenção primária e fortalecendo as ferramentas de acompanhamento para detecção do comportamento do novo coronavírus no estado.

A matriz de risco potencial das regiões foi atualizada durante a semana no site www.coronavirus.sc.gov.br e os dados foram divulgados preliminarmente aos municípios catarinenses.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here