O município de Chapecó divulgou, na manhã deste domingo (22), atualização sobre o quadro em relação ao novo coronavírus. Participaram de entrevista coletiva o prefeito Luciano Buligon, a médica infectologista Carine Kolling e a secretária de saúde Maristela Rocha.

Chapecó segue com dois (02) casos confirmados. São 23 notificações, onze (11) suspeitos e 10 descartados. Dos suspeitos, quatro (04) estão internados. Os dois contaminados têm histórico de viagens aio exterior.

Luciano Buligon confirmou a abertura do ambulatório de campanha na segunda-feira (23). O atendimento será das 7h às 19h. O local é a Escola Marechal Bormann, centro de Chapecó, ao lado da Catedral Santo Antônio.

O prefeito de Chapecó também mostrou preocupação com o abastecimento de água neste momento de estiagem. Disse que a situação é monitorada e a Casan tem ido cobrada. No entanto, o sistema apresenta 30% de aumento no consumo residencial, pois as famílias estão em quarentena.

Também será realizado um trabalho especial de divulgação sobre a importância de permanecer em casa. Um carro de som irá percorrer pontos da cidade, como a Grande Efapi. A mensagem será divulgada em diversas línguas, pois há muitos estrangeiros na cidade. Na tarde de sábado, por exemplo, a Polícia teve de ser chamada para intervir em um jogo de futebol que estava em andamento.

Luciano Buligon acredita ainda que o período de quarentena, com o comércio fechado, será ampliado. Não há nada oficial, mas é o que acredita o prefeito de Chapecó.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here