Diante do inevitável impacto econômico que será causado pelo avanço do coronavírus e das medidas adotadas pelo poder público nas esferas municipal, estadual e federal, a Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Santa Catarina (Fhoresc) negocia nesta semana medidas para garantir ao máximo os empregos e a sobrevivência das empresas do setor.

A ideia é estimular e criação de banco de horas, férias coletivas, licenças não remuneradas, antecipação de férias e redução da jornada de trabalho, entre outras medidas.

Tudo será discutido em conjunto com as entidades laborais. “Queremos evitar o pânico e garantir a saúde de todos, também trabalhando para evitar a quebra de empresas e manter os postos de trabalho existentes”, afirma o presidente da entidade, Estanislau Bresolin.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here