No interior de São Paulo para a disputa da Copinha, a equipe de juniores da Chapecoense fez, na tarde desta sexta-feira (10), uma visita especial à Escola Estadual Professor Raul Brasil. Em março de 2019, a instituição foi palco de um massacre sem precedentes que deixou dez mortos e entrou para a triste estatística de escolas brasileiras que sofreram com atentados.

O objetivo da visita foi prestar solidariedade aos alunos e funcionários da escola, bem como levar uma mensagem de conforto e resiliência de quem também passou por um momento difícil e conseguiu superá-lo. Além disso, a delegação alviverde fez a entrega de uma camisa autografada.

Com informações: Chapecoense

A iniciativa da visita partiu do Coordenador Técnico da base da Chapecoense, Rodolpho, que foi até a secretaria da escola e expressou o desejo de levar os atletas alviverdes ao local. Recebido pelo professor Valdecir, Rodolpho recebeu o sinal verde para a ação, que aconteceu na tarde de hoje.

“Foi uma forma de prestarmos a nossa solidariedade e passarmos a mensagem de que, apesar do que aconteceu, é importante seguir em frente e encontrar forças para superar os acontecimentos. Conversamos com alguns alunos que estava na escola na tragédia e viveram de perto aqueles momentos de terror… Pudemos perceber que ficaram felizes com a nossa visita. Os atletas interagiram com os estudantes e autografaram uma camisa, que, agora, será enquadrada e exposta na escola”. 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here