A noite nublada e ainda com instabilidade de quarta-feira (27) foi de Chapecoense x Botafogo na Arena Condá em Chapecó. E mais uma vez com novidades na escalação do técnico Marquinhos Santos: Camilo ficou no banco. O jogador concedeu uma polêmica entrevista na véspera, falando sobre o Botafogo e o desejo de um dia voltar ao time da estrela solitária. Talvez tenha sido esse o motivo, embora Camilo tem sido constantemente vaiado por suas más atuações.

Assim que o árbitro apitou o início da partida o time da casa foi para cima. Uma boa chance ocorreu aos 11 minutos. Everaldo cobrou falta e a bola passou perto. O ritmo foi caindo e o nível técnico não era bom. O início acelerado pereceu fogo de palha.

Chance mesmo, só no minuto final da primeira etapa, quando Eduardo cruzou e Roberto cabeceou para defesa de Gatito Fernandez. Os times foram para os vestiários com a partida empatada por zero a zero.

Pouco depois do reinício do jogo, um lance a favor da Chapecoense foi revisto pala arbitragem de vídeo. No cruzamento da direita, a bola foi na trave do Bota. Gabriel e Renato se bateram e Anderson Daronco, com auxílio do VAR, mandou seguir. A pressão era da Chapecoense.

O Verdão estava melhor em campo, mas foi o adversário que inaugurou o placar, com Rhuan aos oito minutos. O gol se originou em falha de Maurício Ramos. O resultado rebaixava o mandatário, matematicamente, para a Série B. Maurício Ramos deu lugar para Camilo aos 15 minutos. Arthur Gomes entrou na vaga de Renato.

O time tentava, mas não conseguia o empate. O jogo terminou mesmo Chape 0x1 Botafogo. Após seis temporadas na Série A, a Chape está rebaixada, restando ainda três rodadas, e vai jogar a Série B em 2020. O Verdão tem 28 pontos e poderá chegar, no máximo, aos 37 e nove vitórias. O primeiro fora do Z-4, Ceará, já tem 37 pontos e 10 vitórias.

Próximos jogos da Chapecoense: Santos, fora de casa, no domingo (1); CSA, em casa, dia 4; Vasco, fora, dia 8 de dezembro.

Chapecoense: 1)João Ricardo 2)Eduardo 23)Douglas 44)Maurício Ramos (Camilo) 6)Bruno Pacheco 55)Amaral 8)Márcio Araújo 19)Renato (Arthur Gomes) 90)Roberto (Gustavo Campanharo) 91)Henrique Almeida 77)Everaldo Técnico – Marquinhos Santos

Botafogo: 1)Gatito Fernandez 13)Fernando 14)Marcelo Benevenuto 2)Gabriel 31)Yuri 8)Cícero 5)João Paulo (Jean) 10)Alex Santos 28)Rhuan 18)Igor Cássio (Luiz Fernando) 7)Diego Souza (Vinícius Tanque) Técnico – Alberto Valentin

Arbitragem: Anderson Daronco (Fifa), Auxiliado por Leirson Peng Martins (CBF) e Michael Stanislau (CBF) – Trio do RS . Quarto Árbitro: Ramon Abatti Abel (CBF/SC) / Analista de Campo: Marco Antônio Martins (CBF/SC) / Árbitro de Vídeo: Daniel Nobre Bins (CBF/RS) / Assistente de Vídeo 1: Douglas Schwengber da Silva (CBF/RS) / Assistente de Vídeo 2: Lúcio Beiersdorf Flor (CBF/RS) / Observador de VAR: Ednilson Corona (CBF/SP)

Cartões amarelos: Maurício Ramos, Bruno Pacheco-3º (Cha); Gabriel (Bot)

Estádio: Arena Condá, em Chapecó

Horário: 19h30 (Quarta-feira, dia 27/11/19)

Público: 3.582 torcedores

Renda: R$ 63.780

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here