A manhã de domingo (6) foi marcada pelo encontro do líder do Brasileirão, Flamengo, e a última colocada, Chapecoense. O time visitante tinha cinco mil torcedores na Arena Condá, contando a carga extra colocada a venda e que, assim como os ingressos da Ala Sul, foram vendidos em poucas horas.

Em campo, o Fla começou assustando, com Bruno Henrique, no primeiro minuto. A Chape chegou em seguida, com Régis, mas era o líder que mandava no jogo em seu início. A Chape mostrava disposição.

O Flamengo acertou a trave com Bruno Henrique, aos 18 minutos, e chegou perto com Pablo Marí, aos 19. Na pressão, Bruno Henrique assustou aos 30 e 31 minutos. Já aos 34 do primeiro tempo, o mesmo Bruno Henrique marcou. Vitinho cruzou e ele aproveitou, de cabeça, sem marcação. O lance foi revisto pela arbitragem de vídeo e confirmado. Lance polêmico, que dividiu opiniões.

O primeiro tempo foi encerrado com a vitória parcial do clube carioca. No intervalo, Marquinhos Santos tirou Kayzer e colocou Camilo em campo. Régis, aos 8 do segundo tempo, entrou na área pela direita e chutou por cima, perdendo boa oportunidade de empatar. O tempo complementar era mais equilibrado.

Foto: Márcio Cunha (ACF)

Vinícius Locatelli entrou no lugar de Gustavo Campanharo, que deixou o campo aos 18 minutos. Aos 28 minutos, Everton Ribeiro passou por Márcio Araújo e concluiu, mas a bola acertou a rede pelo lado de fora. Rodrigo Caio carimbou o poste de Tiepo, aos 33’. Um pouco antes, Régis havia saído para a entrada de Arthur Gomes.

O jogo terminou mesmo com a vitória do Flamengo, por um a zero, com um gol duvidoso. Uma primeira etapa de superioridade rubro-negra, mas um segundo tempo equilibrado.

Quarta-feira, dia 9, tem Fortaleza x Chapecoense, na Arena Castelão, as 20h30. Ainda na lanterna, a Chapecoense tem 15 pontos. O próximo jogo em casa será no dia 13, domingo, as 19h, diante do Cruzeiro. O Fla foi aos 52 pontos e segue na ponta isolada da Série A. Serão mais 15 rodadas até o fim do campeonato.

Chapecoense: 98)Tiepo 31)Bryan 23)Douglas 33)Rafael Pereira 90)Roberto 86)Elicarlos 8)Márcio Araújo 10)Gustavo Campanharo (Vinícius Locatelli) 83)Régis (Arthur Gomes) 90)Renato Kayzer (Camilo) 77)Everaldo Técnico – Marquinhos Santos

Flamengo: 1)Diego Alves 13)Rafinha 3)Rodrigo Caio 4)Pablo Marí 6)Renê 5)Willian Arão 8)Gerson 19)Reinier (Berrío) (Lucas Silva) 7)Everton Ribeiro 11)Vitinho (Pires da Motta) 27)Bruno Henrique Técnico – Jorge Jesus

Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (CBF), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (Fifa) e Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa) – Trio de SP. Quarto Árbitro: Evandro Tiago Bender (CBF/SC) / Analista de Campo: Marco Antônio Martins (CBF/SC) / Árbitro de Vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (CBF/SP) / Assistente de Vídeo 1: Douglas Marques das Flores (CBF/SP) / Assistente de Vídeo 2: Fabricio Porfirio de Moura (CBF/SP) / Observador de VAR: Marrubson Melo Freitas (CBF/DF)

Cartões amarelos: Elicarlos (Chap);

Estádio: Arena Condá, em Chapecó

Horário: 11h (Domingo, dia 6/10/19)

Público: 12.152

Renda: R$ 921.310

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here