Após implementar ações educativas e de conscientização, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) conseguiu reduzir em 42% a ocorrência de trotes em Santa Catarina, entre janeiro e junho deste ano.

Foram 12,3 mil falsas chamadas a menos em comparação ao mesmo período de 2018. Na maioria dos casos, os trotes são feitos por adolescentes. Por essa razão, desde 2012 o Samu realiza o projeto Educa Samu junto a escolas catarinenses.

O diretor estadual do Samu de Santa Catarina, coronel Giovanni Fernando Kemper, considera os resultados expressivos e atribui a redução ao sucesso do projeto educativo. OUÇA:

 

Na avaliação do diretor, a redução dos trotes melhora o atendimento do Samu à população e pode fazer a diferença entre a vida e a morte de uma pessoa que realmente necessita de atendimento.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here