Chapecó se prepara para receber bailarinos do sul país no maior festival de dança do oeste do Estado. A 12ª edição do Dança Chapecó reunirá amadores e profissionais para apresentações, competições, cursos e troca de experiências. Para a comunidade que queira assistir a programação, os ingressos começam a ser vendidos, a preço popular, na sexta-feira (23/08).

Para a Diretora da Escola de Artes de Chapecó, Emanoélli Capello, o Festival marca com chave de ouro as comemorações dos 40 anos da Escola. “Estamos muito felizes e entusiasmados com essa edição do Dança Chapecó, pois este bonito encontro também marca o calendário de comemorações dos 40 anos da Escola de Artes. E nada melhor do que marcar esse importante ano difundido as artes e fortalecendo o cenário cultural local por meio desse importante evento para a nossa cidade e região”, enfatiza.

O evento acontece entre 11 à 14 de setembro e as inscrições permanecem abertas até 22 de agosto pelo site www.dancachapeco.com.br . Neste ano a mostra competitiva soma mais de R$8 mil em premiações. Podem inscrever-se bailarinos, grupos, companhias e escolas nas modalidades de Ballé Clássico de Repertório, Balé Clássico Livre, Dança Contemporânea, Jazz, Danças Urbanas, Danças Populares e Estilo Livre. Cada escola pode inscrever até 15 coreografias e concorrer em solo, duo, trio, conjunto ou grupo, nas categorias júnior, juvenil, avançado e 3ª idade. As melhores coreografias serão premiadas de acordo com a avaliação de um júri técnico.

Foto: DuoLux Fotografia

Os Jurados

Cinco jurados com currículo expressivo na área da dança serão responsáveis pela avaliação da mostra competitiva. Eles avaliarão quesitos como técnica, qualidade de movimentos, postura, desempenho, complexidade, musicalidade, ritmo e harmonia. Conheça um pouco sobre cada profissional:

  • Jessé da Cruz – Danças Populares
  • Filipi Ursão – Danças Urbanas
  • Lars Van Cauwenbergh – Ballet Clássico
  • Luana Espíndola – Dança Contemporânea
  • Eliane Fetzer – Jazz

Palco alternativo

Como forma de difundir e estimular a arte e sua forma de expressão através da dança, o encontro conta com o Palco Alternativo. O espaço é destinado para projetos, escolas, companhias e grupos que queiram mostrar os seus trabalhos e pesquisas na área da dança. Uma forma e valorizar o trabalho diário dos grupos no cenário cultural.

Durante três dias, dentro da programação oficial do Festival, a partir das 15h, apresentações gratuitas podem ser conferidas pela comunidade, bailarinos e professores que circulam pelo espaço. Para participar basta fazer a inscrição no site oficial do evento.

Foto: DuoLux Fotografia

Profissionalização

Além das competições, mostras, apresentações que já integram a programação, o Dança Chapecó – Festival Sul Brasileiro de Dança, oportuniza a profissionalização dos bailarinos com cursos ministrados por grandes nomes da dança no País. Os cursos abordam técnicas em modalidade distintas como Afro jazz, Dança Contemporânea, Ballet Clássico, Danças Populares Brasileiras, Danças Urbanas e Jazz e oferecido em diferentes níveis. Uma forma de estimular o aprendizado e a troca de experiências durante o encontro. As inscrições também podem ser efetivadas pelo site e as vagas são limitadas.

Economia criativa

Além de movimentar o cenário cultural, fortalecer as modalidades artísticas e oportunizar a profissionalização dos bailarinos e estudantes da região, o Dança Chapecó também incentiva a economia local, movimenta os setores que integram o Trade Turístico e gera dezenas de empregos diretos e indiretos.

Em sua última edição, realizada em 2017, o Dança Chapecó recebeu 1 mil e 200 bailarinos de 28 municípios, mais de 50 grupos de dança que apresentaram cerca de 200 coreografias nos palcos do Festival. Mais informações pelo telefone (49) 3322-3690 e pelo e-mail festival@dancachapeco.com.br .

Texto: Camila Almeida/ Girassol Cultural

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here