Uma tentativa de homicídio foi registrada pela Polícia Militar (PM) de Chapecó. A ocorrência foi registrada na avenida Atílio Fontana no bairro Efapi, por volta das 17h30 da última sexta-feira (14).

Policiais Militares foram acionados para atender ocorrência onde um homem de 25 anos, estava na via pedindo auxílio por ter sido alvejado por disparo de arma de fogo. Segundo a PM, foi no loteamento Dom Leonardo.

O homem encontrava-se consciente, alvejado com três disparos de arma de fogo. Os disparos atingiram as pernas. A vítima relatou que três homens e uma mulher o abordaram na rua Beija-Flor em frente a uma borracharia e o colocaram em um GM/Monza de cor azul.

CLIQUE AQUI PARA ACOMPANHAR MAIS NOTÍCIAS DE CHAPECÓ 

Ainda de acordo com a vítima, ele foi levado para o Loteamento Don Leonardo, momento em que mandaram o mesmo sair do carro e correr para o mato. Um dos homens estava em posse de um revólver. No momento em que saiu correndo, foi alvejado por três disparos, sendo um na coxa esquerda, um na coxa direita e um na panturrilha direita. O homem relatou a guarnição que foram efetuados outros quatro disparos, mas não lhe atingiram.

A vítima foi conduzida pela guarnição da PM até a UPA do bairro Efapi para atendimento médico. De posse das informações do veículo utilizado e da identificação dos autores pela vítima, as guarnições lograram êxito em abordar na frente da residência, uma mulher de 20 anos (suspeita), e o veículo GM/Monza, o qual foi possível verificar que encontrava-se com o motor ainda quente.

Após identificação da mulher, a vítima fez reconhecimento da mesma e ainda forneceu a informação que dentro do veículo havia uma caixa de som solta no banco de trás o que foi confirmado.

Em ato contínuo foi logrado êxito em localizar um homem de 21 anos que também foi identificado como um dos autores. Diante dos fatos, foi dado voz de prisão aos envolvidos. O veículo e os agentes foram conduzidos para a Central de Plantão Policial (CPP) para procedimentos legais e cabíveis.

A vítima foi conduzida até UPA para atendimento médico, desta forma não pode ser conduzido até a delegacia de Polícia Civil.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here