A Secretaria de Cultura de Chapecó irá entregar, a partir deste ano 2019, o Selo Municipal Amigos da Cultura, uma homenagem ao ex-prefeito de Chapecó Milton Sander, pois levará o seu nome. Serão 12 categorias, contemplando pessoas físicas e jurídicas que mais contribuírem com o setor ao longo do ano.

“A gente apresentou alguns projetos ao Conselho Municipal de Política da Cultura”, disse o secretário municipal de Cultura, Nemésio Carlos da Silva, em entrevista ao programa Chapecó Notícias – 1ª edição, na manhã desta terça-feira (11).

Foto: Leonardo Vassoler / Rádio Chapecó

O secretário defendeu a homenagem ao ex-prefeito, ressaltando que Sander desenvolveu diversas iniciativas e “deixou a sua marca na área da Cultura”, criando a Escola de Artes há 40 anos, o monumento O Desbravador, a denominação da Biblioteca Pública Municipal, entre outras ações.

Nemésio disse que “será um Selo digital” e a escolha caberá ao Conselho de Cultura, através de uma comissão especial. A data inicial para a primeira edição era 30 de abril, aniversário de Milton Sander (nascido em 1943), mas o projeto não foi aprovado em tempo pela Câmara de Vereadores. Em 2019, a data ainda não está definida, mas a partir do próximo ano, será no dia do nascimento do ex-prefeito.

 

QUEM FOI MILTON SANDER

Fonte/Foto: PMC

Milton Sander nasceu em Chapecó no dia 30 de abril de 1943 e faleceu em 31 de dezembro de 2018, aos 75 anos.

Na maior cidade do Oeste ficou conhecido como doutor asfalto, uma das marcas de sues mandatos. Sander foi prefeito de Chapecó em dois períodos: entre 1977 e 1983 e entre 1989 e 1993.

Como prefeito construiu o Aeroporto Serafim Bertaso, a Rodoviária Intermunicipal de Chapecó, O Desbravador, Estádio Índio Condá e no eu mandato foi erguido pelo Estado o Hospital Regional do Oeste. Também concorreu a vice-governador em 1994, na chapa de Ângela Amin. Em 1998 elegeu-se deputado estadual.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here