O Coronel Fernando Machado de Sousa dá nome a uma das principais avenidas da cidade de Chapecó, como em diversos outros municípios dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Na capital do Estado, Florianópolis, além da rua em que nasceu levar seu nome, uma das praças do município também. Nesse espaço está instalada uma estátua em sua homenagem.

Em Chapecó, a avenida Fernando Machado tem extensão de 7,7 quilômetros e é asfaltada na maior parte do percurso. No entanto, há um trecho de chão batido na região sul.

AS RUAS DE CHAPECÓ: Getúlio Vargas

Muitas empresas estão localizadas na avenida, com comércio diversificado. É também a porta de entrada para quem vem da BR 282, pelo acesso Plínio Arlindo de Nes.

Muitas árvores estão plantadas, nos passeios e canteiros centras, que são gramados. Na região central, é possível ver espaços adotados e abertos ao público. É o caso da homenagem ao Paradesporto, no cruzamento do a Barão do Rio Branco, e a área em frente ao edifício Il centenário, no triângulo entre a avenida e as ruas Clevelândia Duque de Caxias.

Foto: Leonardo Vassoler / Rádio Chapecó

QUEM FOI FERNANDO MACHADO

Fernando Machado de Sousa nasceu em Desterro, atual Florianópolis, em 11 de janeiro de 1822, foi um militar brasileiro, filho de Manuel Machado de Sousa e Josefa Bernardina Borges. Casou-se com Angélica Rosa Magalhães Fontoura.

Fernando Ingressou na carreira militar com 15 anos, como 1º cadete do Corpo Provisório do Desterro. Combateu os Farroupilhas em Laguna e no Rio Grande do Sul. Em seguida foi promovido sucessivamente.

Machado também exerceu vários comandos importantes no Paraná, na Bahia, em Pernambuco, em Alagoas e no Rio Grande do Sul, além de ter sido comandado por Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias. Quando começou atuar na patente de coronel, lutou em diversas batalhas na Guerra do Paraguai, entre elas Curuzu, Passo da Pátria, Tuiuti, Potreiro Pires, Linha Sauce, Curupaiti e na Passagem de Humaitá. Comandou a 5ª Brigada da Infantaria na Batalha de Itororó, onde durante os combates para tomar a ponte sobre o Arroio Itororó foi mortalmente ferido, em 6 de dezembro de 1868, aos 46 anos.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here