O domingo, dia 12, foi dia de festejar todas as mamães e também de torcer por Chapecoense e Flamengo, que se enfrentaram pela quarta rodada da Série A do Brasileirão, no Maracanã. Foi o segundo jogo em sequência da Chape no horário das 11h.

O Verdão pensando apenas no Campeonato Brasileiro e o rubro-negro também envolvido com a Libertadores da América. Por isso, Abel Braga escalou um time alternativo para jogar em casa, na quente manhã do Dia das Mães, com temperatura em 30ºC.

O time da casa não demorou para inaugurar o placar. Aos sete minutos, Trauco mandou de trivela para Vitinho, que recebeu e chutou na saída de Tiepo. O Flamengo era melhor e a Chapecoense tinha dificuldades no meio de campo. Devido ao calor, o árbitro fez uma parada técnica aos 30 minutos.

Quando a bola voltou a rolar, Régis aproveitou uma sobra de bola e chegou chutando. Diego Alves quase deixou passar. O Verdão começava a atacar. E no fim da primeira etapa, um lance polêmico: o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima marcou pênalti de Bruno Pacheco sobre Lincoln. O goleiro Tiepo defendeu a penalidade cobrada por Diego e também o rebote do próprio Diego, de voleio. E após as grandes defesas de Tiepo, o primeiro tempo foi encerrado com a vitória parcial do Flamengo, por um a zero.

Ney Franco e Abel Braga não mexeram nas suas equipes durante o intervalo. E assim como no princípio de jogo, o Flamengo, no início do tempo complementar marcou um gol e ampliou. Desta vez Ronaldo cruzou e Lincoln tocou para o gol, fazendo dois a zero para o Mengo.

As primeiras alterações só ocorreram aos 12 minutos, saindo Régis e Alan Ruschel, entrando Arhtur Gomes e Elicarlos. No segundo tempo também houve parada técnica. E o último a entrar no time do Oeste foi Rildo, no lugar do contestado Renato, já aos 31 minutos.

A Chape até descontou, já nos acréscimos, com Gum, após escanteio cobrado por Bruno Pacheco. Foi aos 47 minutos. O jogo, porém, terminou com a vitória do Flamengo, por dois a um. O time carioca foi aos sete pontos e a Chapecoense permaneceu com quatro pontos na classificação, agora com uma vitória, um empate e duas derrotas no Campeonato Brasileiro. A próxima partida acontece no domingo, às 16h, diante do Fortaleza, em Chapecó.

Ouça o gol de Gum, na narração de Adilson Germano:

 

Flamengo: 1)Diego Alves 2)Rodinei 3)Rodrigo Caio 26)Thuller 13)Trauco 25)Piris da Motta 16)Ronaldo 10)Diego (Everton Ribeiro) 28)Berrío (Bill) 11)Vitinho (Bruno Henrique) 29)Lincoln Técnico – Abel Braga

Chapecoense: 98)Tiepo 31)Bryan 3)Gum 23)Douglas 6)Bruno Pacheco 20)Augusto 8)Márcio Araújo 28)Alan Ruschel (Elicarlos) 83)Régis (Arthur Gomes) 77)Everaldo 19)Renato (Rildo) Técnico – Ney Franco

Arbitragem: Jean Pierre Goncalves Lima, auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins. Trio CBF do RS. Quarto Árbitro: Joao Batista de Arruda(CBF/RJ) / Analista de Campo: Jose Carlos Santiago Andrade (CBF/RJ) / Árbitro de Vídeo: Leandro Pedro Vuaden (Master/RS) / Assistente de Árbitro de Vídeo 1: Vinicius Furlan (CBF/SP) / Assistente de Árbitro de Vídeo 2: Elicarlos Franco de Oliveira (CBF/BA) / Supervisora de Protocolo: Ana Paula da Silva Oliveira (CBF/RJ)

Cartões amarelos: Alan R., Bruno Pacheco (Chap); Diego (Fla)

Estádio: Maracanã (Jornalista Mário Filho), no Rio de Janeiro

Horário: 11h (Domingo, dia 12/05/19)

Público: 61.023 (Total) / 57.494 (Pagante)

Renda: R$ 1.692.892,00

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here