A noite de quarta-feira (17) reuniu dois finalistas de campeonatos estaduais, em jogo de ida pela quarta fase da Copa do Brasil, na Arena Condá. De um lado a Chapecoense, na final de Santa Catarina contra o Avaí, e de outro o Corinthians, na decisão paulista frente ao São Paulo. As duas equipes votavam a se enfrentar pela competição após a eliminação da Chape para o mesmo Corinthians, em 2018, nas quartas de final. Neste ano, porém, a primeira partida foi marcada para Chapecó e a volta, no Itaquerão, na semana seguinte, no dia 24.

O jogo iniciou bem movimentado e a Chape conseguia se impor dentro de casa. A torcida jogava junto. A primeira grande oportunidade foi do Verdão, aos 17 minutos, quando Eduardo deixou dois para trás, foi a linha de fundo e cruzou para Everaldo cabecear. Walter fez excelente defesa e a zaga aliviou. O camisa 77 era destaque no primeiro tempo.

Walter voltou a trabalhar aos 32 minutos. Em falta da intermediária, Everaldo soltou o pé e o goleiro se espichou para mandar para escanteio. Após o tiro de canto, confusão e a bola sobrou para Aylon, na pequena área. Ele não perdoou e inaugurou o placar.

Ouça a narração de Adilson Germano:

 

A Chapecoense, em alguns lances, até colocava o adversário na roda. O primeiro tempo terminou com a justa vitória parcial do time da casa por um a zero. No intervalo o técnico Fábio Carille tirou Jadson e Ramiro, colocando os titulares Ralf e Clayson. Ney Franco não mexeu.

Veio o segundo tempo e aos dois minutos Gustavo Camanharo carimbou o travessão de Walter, chutando da entrada da área. Vagner, que não trabalhou na primeira etapa, quando exigido no segundo tempo mostrou serviço. Aos 11 minutos Sornoza chutou de longe, a bola desviou e o goleiro da Chapecoense, mesmo assim, conseguiu voltar e salvar. Uma maravilhosa defesa.

Era um jogo um pouco diferente, menos intenso na etapa final. O visitante tinha mais espaços e começava a assustar. A partir dos 30 minutos a situação piorou. O goleiro Vagner torceu o joelho e foi substituído por Tiepo. A partida ganhava ares dramáticos nos minutos finais. Ainda mais depois dos seis acréscimo que o árbitro deu.

A Associação Chapecoense de Futebol conseguiu manter o resultado e garantiu a vitória por um zero. Agora, a equipe catarinense tem a vantagem de poder empatar para se classificar para as oitavas de final da Copa do Brasil, no jogo de volta, na próxima quarta-feira.

Encerrado o jogo, é hora de pensar na final do Catarinense. Domingo de Páscoa (21), 16h, tem Avaí x Chapecoense na Ressacada. Empate leva a decisão aos pênaltis na partida única.

Chapecoense: 89)Vagner (Tiepo) 2)Eduardo 3)Gum 23)Douglas 6)Bruno Pacheco 8)Márcio Araújo 86)Elicarlos (Amaral) 10)Gustavo Campanharo 18)Aylon 83)Régis (Augusto) 77)Everaldo Técnico – Ney Franco

Corinthians: 27)Walter 2)Michel 3)Henrique 13)Marllon 6)Carlos Augusto 26)Richard 28)Ramiro (Clayson) 7)Sornoza 10)Jadson (Ralf) 9)Vagner Love 17)Boselli Técnico – Fábio Carille

Arbitragem:  Bruno Arleu de Araújo, auxiliado por Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha. Trio do RJ

Cartões amarelos: Eduardo, Everaldo (Chap); Ramiro (Cor)

Estádio: Arena Condá, em Chapecó

Horário: 21h30 (Quarta-feira, dia 17/04/19)

Público: 7.758

Renda: R$ 245.810

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here