Na manhã de quarta-feira (20), atendendo ao requerimento do vereador Diego Alves (PP), o Poder Legislativo de Chapecó realizou reunião de trabalho para discutir o Projeto 42/2018, denominado Farmácia Solidária. Estiveram presentes, representantes das Secretarias de Saúde e Assistência Social, Conselho Regional de Farmácia, Vigilância Sanitária, Unochapecó e da Cidade do Idoso.

O Projeto tem como objetivo principal a distribuição gratuita de medicamentos provenientes de doações da comunidade em geral e também da sociedade civil organizada e de empresas. “Muitas vezes não utilizamos toda a medicação que vem na embalagem e não sabemos o que fazer com esse conteúdo sobressalente, que geralmente acaba expirando o prazo de validade ou é descartado de maneira incorreta. Com o projeto, queremos dar um destino para esse excedente”, explica Diego.

Os participantes manifestaram preocupação em relação à conservação dos medicamentos doados. “Não há garantia de que os medicamentos tenham sido bem armazenados nas residências, ao abrigo da luz e da umidade. Há estudos que relatam que a má conservação pode comprometer o efeito terapêutico do medicamento”, afirmou Hortência Tierling, a representante do CRF/SC.

O projeto também prevê a realização de convênios para recebimento de doações diretas de laboratórios, empresas, farmácias e entidades. Essa modalidade garantiria a procedência dos medicamentos, minimizando as preocupações relativas à preservação dos remédios.

Após debate definiu-se que serão feitas adequações ao projeto para retorná-lo a pauta do Legislativo. “É muito importante obter a opinião técnica dos profissionais de saúde para chegar na melhor redação para o projeto. Hoje pudemos ouvir sugestões, nosso próximo passo é trabalhar no aprimoramento do projeto e continuar ouvindo os especialistas no assunto”, finaliza o vereador.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here