Após quase cinco anos da morte de Bernardo Boldrini, o caso está se encaminhando para um desfecho. O julgamento, que indicará se os quatro réus são inocentes ou culpados, começa na manhã desta segunda-feira (11) em Três Passos, no Noroeste do Rio Grande do Sul. Entres os acusados, estão o pai e a madrasta do menino, Leandro Boldrini e Graciele Ugulini. Respondem também pelo crime os irmãos Edelvânia e Evandro Wirganovicz.

O julgamento será conduzido pela juíza Sucilene Engler, a partir das 9h30. A previsão é de que o júri dure uma semana.

Com informações: G1/RS

Leandro, Graciele, Edelvânia e Evandro respondem por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O pai de Bernardo ainda responde por falsidade ideológica.

Por se tratar de um crime doloso, os réus serão julgados pelo Tribunal do Júri. Foram sorteados 25 jurados, mais suplentes, todos moradores da Comarca de Três Passos – que abrange também os municípios de Bom Progresso, Tiradentes do Sul e Esperança do Sul. Na manhã desta segunda, haverá um sorteio para selecionar apenas sete para compor o Conselho de Sentença.

O grupo deverá manter-se incomunicável. Eles só poderão falar com os 15 oficiais de Justiça, que acompanharão os jurados e testemunhas por tempo integral. Eles também não poderão ter acesso a aparelho telefônico, internet, televisão, rádio ou jornal. A desobediência à medida acarreta multa de um a 10 salários mínimos e exclusão da lista geral de jurados.

O processo que apura a morte de Bernardo tem cerca de 9 mil páginas, distribuídas em 44 volumes. Na fase de instrução processual, foram ouvidas 25 testemunhas arroladas pela acusação, 29 indicadas pelas defesas e os quatro réus.

ESQUEMA ESPECIAL DE SEGURANÇA

O 7° Batalhão da Polícia Militar informou que receberá apoio do efetivo do Batalhão de Polícia de Choque de Santa Maria, que realizará o controle de trânsito e o policiamento ostensivo em torno do fórum de Três Passos.

A BM acrescentou que, durante os dias do julgamento, a calçada em frente e na lateral do prédio será isolada.

A Brigada acrescentou que será proibida a aglomeração de pessoas no local. Além disso, não será permitida a colocação de caixas e veículos de som, para evitar a perturbação dos trabalhos, conforme pedido do Poder Judiciário.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here