Um avião da Ethiopian Airlines, que voava da capital da Etiópia, Adis Abeba, para Nairobi, no Quênia, caiu neste domingo (10) com 157 pessoas a bordo. Não há sobreviventes, e as causas do acidente ainda são desconhecidas.

Segundo informações do presidente da companhia, Tewolde G Medhin, o piloto relatou dificuldades técnicas durante o voo e pediu para regressar a Adis Abeba. Os controladores, então, “autorizaram-no” a dar meia-volta e retornar, relatou Medhin.

O QUE SE SABE ATÉ AGORA:

O avião perdeu contato 6 minutos após decolar;

A aeronave decolou às 8h44 (horário local);

157 pessoas estavam a bordo do avião, sendo 149 passageiros e 8 tripulantes;

Piloto relatou dificuldades técnicas e foi autorizado a retornar;

Segundo a empresa, não há sobreviventes;

Passageiros de mais de 30 países estavam a bordo; não havia brasileiros;

Modelo do avião era o mesmo que caiu na Indonésia em 2018.

O avião levava 149 passageiros e 8 tripulantes. Segundo lista divulgada pela companhia, havia passageiros de 36 nacionalidades diferentes. O Brasil não está incluso. Em nota, o Itamaraty confirmou que “não foram identificados brasileiros na lista de passageiros”.

Com informações: G1

A maioria dos passageiros eram quenianos. “O mais afetado, como vocês devem imaginar, é o Quênia, com 32 passageiros a bordo dos 149”, comentou o ministro dos transportes queniano, James Macharia, em entrevista coletiva.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here