A noite de quarta-feira (6) era de decisão na Arena Pantanal. O estádio construído para a Copa do Mundo no Brasil, em 2014, recebeu a partida única da segunda fase da Copa do Brasil. O empate não servia para ninguém, levando aos pênaltis. Portanto, para classificar no tempo normal seria necessário vencer.

A Chapecoense foi a primeira equipe a chegar ao ataque. Antes mesmo do segundo minuto, Everaldo cruzou da esquerda e Victor Andrade passou da bola e não conseguiu concluir. Na queda foi pisado na mão e teve de deixar o campo aos 6 minutos, dando lugar a Lourency. Outro bom lance da Chape ocorreu aos 14’, quando Bruno Pacheco cruzou na área e Everaldo, de cabeça, mandou perto da trave direita do goleiro Vinicius. Gustavo Campanharo também assustou o goleiro adversário, aos 21’, ao pegar de primeira, na meia lua, uma bola que vinha da área.

O Mixto só foi chutar a gol com perigo aos 26. Dinelson passou para William Amendoim, que bateu rasteiro à esquerda de João Ricardo. Passou perto. O Verdão chegava mais na frente e o time da casa esperava o contra-ataque. Campanharo foi destaque no primeiro tempo, que terminou empatado em 0 a 0.

Foto: Júnior Martins/Mixto EC

Sem alterações, as duas equipes voltaram para os 45 minutos decisivos da segunda etapa. Aos 15 minutos aconteceu a melhor oportunidade até então. Renato, da direita, cruzou de perna esquerda e Lourency cabeceou no travessão. Logo depois Márcio Araújo chutou de canhota e a bola foi pela linha de fundo.

Perotti e Augusto entraram nos lugares de Renato e Márcio Araújo na metade do tempo complementar. Só que aos 30 minutos, o Mixto abriu o marcador. Leandro cruzou da esquerda e Willian Amendoim, de 1,70m de altura, subiu e fez de cabeça. João Ricardo não pode fazer nada. O time mato-grossense se classificava com esse resultado e passou a segurar mais a bola.

O empate da Chape ocorreu aos 44 minutos, com Perotti. Ele aproveitou cruzamento de Eduardo e marcou. E a virada aconteceu dois minutos depois, com Everaldo. Lourency passou para Everaldo, que superou o goleiro Vinícius. Era a vitória (1×2) e a garantia de permanência na Copa do Brasil.

A classificação no Mato Grosso garantiu R$ 1 milhão 450 mil para os cofres do Verdão. O Criciúma será o adversário na terceira fase. As datas e os mandos de campo serão sorteados na sexta-feira pela CBF, no Rio de Janeiro.

Mixto (MT): 1)Vinícius 33)Arilton 3)Marlon 4)Mateus 38)Rodrigo Biro (Leandro) 20)Coutinho 8)Arthur 10)Dinelson (Valtinho) 11)Willian Amendoim 97)Alan (Léo) Jr 9)Yan Técnico – Toninho Pesso

Chapecoense: 1)João Ricardo 2)Eduardo 33)Rafael Pereira 21)Luiz Otávio 6)Bruno Pacheco 55)Amaral 8)Márcio Araújo (Augusto) 10)Gustavo Campanharo 19)Renato (Perotti) 77)Everaldo 11)Victor Andrade (Lourency) Técnico – Claudinei Oliveira

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Daniel de Oliveira Alves Pereira e Thiago Gomes Magalhães. Trio do RJ

Cartões amarelos: Rodrigo Biro (Mixto); Rafael Pereira (Chape)

Estádio: Arena Pantanal, em Cuiabá (Mato Grosso)

Horário: 21h30 de Brasília (Quarta-feira, dia 06/03/19)

Mixto x ChapecoenseCopa do Brasil

Publicado por Rádio Chapecó em Quarta-feira, 6 de março de 2019

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here