A Polícia Civil, por meio da DPCAMI Chapecó, concluiu, no dia 08, procedimento investigatório formalizado contra N.L.C (61 anos), que ocupava o cargo de Secretário de Saúde. pela prática do crime de prevaricação.

N.L.C foi investigado por praticar ato que atrapalhou as investigações da Polícia Civil que visava apurar a morte de um bebê de 5 meses.

Após a Autoridade Policial requisitar documentos para investigar o que havia ocorrido, o investigado dificultou o acesso aos documentos, impedindo que importantes diligências fossem realizadas.

Informações: POLÍCIA CIVIL DE SC

O investigado, no entendimento do Delegado de Polícia, para proteger o estabelecimento de saúde, aproveitou-se de pareceres e normas infralegais para criar divergências de interpretação e negar vigência a leis federais para impedir a entrega dos documentos.

Em razão disso, foi instaurado termo circunstanciado para apurar o crime de prevaricação e, ao final das diligências, ficou comprovado que a negativa dos documentos se deu, unicamente, em razão de o investigado visar impedir a responsabilização do hospital no qual ocorreu os fatos.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here