Policiais Militares do 2º BPM/Fron auxiliaram a Polícia Militar Ambiental para ocorrência que seria de uma rinha de galo. Chegando ao local, foi feito contato com o proprietário da casa, um homem de 65 anos, o qual foi indagado sobre a existência de rinha de galo em sua propriedade. Ele negou e inclusive autorizou uma vistoria do local.

O fato foi registrado na Linha Alto Camboim, divisa com Nova Itaberaba, por volta das 20h40 da última sexta-feira (4).

Foto: PM

Em um galpão nas proximidades da residência foi encontrado o local onde seriam realizadas as rinhas, não tendo como negar a existência do local, o homem afirmou que as rinhas eram organizadas pelos seus filhos que o ele não teria nada a ver com o fato.

Durante as buscas, foram localizados cerca de 80 cartuchos de calibre 32 deflagrados e, ao ser indagado sobre a existência de armas de fogo na residência, ele afirmou que possuía algumas armas e que todas teriam registro, sendo que uma estaria em nome dele e outras três em nome do filho e todas guardadas em sua residência.


Os policiais então foram até a casa. Em conversa com os filhos, de 27 e 31 anos, eles apresentaram as armas, bem como os registros das que possuíam. Um revólver calibre .38 e uma espingarda calibre 32 estavam com registro vencido, enquanto uma espingarda calibre 40, apesar de numeração aparente, estava sem registro. Também foi localizada uma espingarda calibre 22 com o devido registro em dia, porém, estava alterada com um silenciador artesanal, acessório que é proibido.

Todos foram encaminhados para Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó, para esclarecimentos e procedimentos cabíveis.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here