Artistas chapecoenses são homenageados na EFAPI 2017

O evento aconteceu às 22h na Concha Acústica do Parque de Exposições Tancredo Neves.

0
135
Foto: Leonardo Vassoler

Ao longo de 20 edições, a Exposição-Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó (Efapi), a noite de quarta-feira (11) se consolidou como um momento de valorização da cultura chapecoense. Os mais diversos gêneros musicais sempre estiveram representados nos palcos e espaços culturais da feira.

Artistas chapecoenses que já subiram ao palco principal da Efapi foram homenageados na noite de quarta-feira (11), o evento começou por volta das 22h na Concha Acústica do Parque de Exposições Tancredo Neves.

OS ARTISTAS HOMENAGEADOS FORAM:

Roque Hartmann – Romeu Roque Hartmann, músico pioneiro da cidade, representante de inúmeras gerações musicais desde os anos de 1950;

Sandrinho – Arlindo Sander, fundador do conjunto The Jets na década de 1960;

The Jets – Pioneiro conjunto musical chapecoense da jovem guarda que se apresentou na primeira EFAPI em 1967. Os integrantes são Zeca Bohner (José Francisco Muller Bohner), guitarrista, Rogerio Wink, baixista, e Lu Salvadoreti (Luiz Alberto Salvadoreti), baterista;

Paulo Bananeiro – Paulo Dorvalino Franzmann, guitarrista e vocalista fundador da banda Os Bananas e precursor do rock ‘n’ roll em Chapecó;

Tyto Livi – Ortenilo Azzolini, músico e compositor, gravou um dos primeiros discos autorais da cidade, em 1977;

Billy Ficagna – Carlos Alberto Ficagna, músico e compositor, com o grupo Nozes gravou, em 1978, um dos mais importantes discos chapecoenses;

Éto – Edson Mignoni, músico e referência como expert em operação de sonorização musical em todo o Sul do Brasil;

Ricardo Angelo Bays – Fundador da banda Paranóia em 1979, o grupo com maior tempo de atividade ininterrupta de Chapecó;

Gilmar Guerreiro – Emilio Gilmar Guerreiro, ícone da música autoral de nossa cidade nos anos de 1980;

George Rock – Jiorge Ricardo Moura, músico referência em Chapecó, também representando Nezito Da Luz Moura (in memorian);

Gustavo De Nadal – Instrumentista de atuação marcante na música autoral de nossa cidade na década de 1990;

Zubaid Manah – Renomado baterista chapecoense que, há mais de 20 anos, é referência musical em toda região;

Michel Marcon– Músico chapecoense fundador da Yellow House, representando a icônica banda Repolho;

Gere Blues – Geremias A. Fuhr, guitarrista pioneiro do blues, também representando a banda Encruzilhada;

Leo Polli – Leondir Polli, fundador da banda Conexão Brazil e representante dos músicos profissionais de Chapecó;

Velho Boita – Darci Sebastião Boita, representando a música gauchesca, nativista e tradicionalista;

Antonio Luiz Da Silva– Fundador do grupo Doce Vício e representante do samba e pagode chapecoenses;

DJ William – Williams Tagliacomelli, DJ e produtor musical, representante da música eletrônica e discotecagem de Chapecó;

Marlon Luiz – Marlon Luis Simon, músico e compositor chapecoense, referência na música sertaneja em todo o País;

Marcos Janowitz– Guitarrista aclamado internacionalmente na música gospel e instrumental;

Orides Gosch– Músico chapecoense atuante desde a década de 1980;

Mister Magoo Banda – Banda chapecoense reconhecida por representar a cidade há quase 20 anos. Os integrantes são: Zebu, Alemão, Pulitta Jr. e Franzmann.

Sem comentários

Deixe uma resposta