Chape perde nos acréscimos

Apodi abriu o placar, mas o Bota virou aos 49’ do 2º tempo.

0
406

Após uma parada de 10 dias, o Campeonato Brasileiro foi retomado na noite desta quarta-feira (11). No Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro, Botafogo e Chapecoense entraram em campo às 19h30m. O time carioca em 6º e a Chape em 12º lugar.

Pela Chape, Canteros começou a partida. Na frente, o técnico Emerson Cris iniciou com Tulio de Melo e Welington Paulista. Restando 12 rodadas até o término da competição, era preciso pontuar para se afastar mais da zona do rebaixamento.

Na noite quente na região do Engenhão, os primeiros minutos não foram de muitas emoções, com a Chape tendo uma oportunidade, sem perigo, e só. O Botafogo chegou a assustar com Igor Rabello, pouco antes da metade do primeiro tempo. Aos 35 minutos a partida ainda era nivelada por baixo. Após uma primeira etapa morna, o placar permanecia em zero a zero.

Apesar do futebol mediano, os treinadores não mexeram nas suas equipes para a etapa complementar. Bem em campo, a Chape abriu o placar aos 14 minutos, com Apodi. Túlio de Melo cruzou e o lateral aproveitou um descuido da defesa para fazer de cabeça.

Logo após o gol, saiu Alan e entrou Penilla. O empate do Botafogo ocorreu aos 22 minutos, com Brenner, que sem marcação fez, também de cabeça. Tudo igual, um a um.

A partida seguia equilibrada quando o árbitro Leandro Vuaden deu seis minutos de acréscimos. E foi nos acréscimos que o time da casa virou o placar, com Vinícius Tanque, aos 49 minutos. Vitória do Botafogo, 2 a 1 sobre a Chape.

Domingo tem Chape x Flamengo, 17h, na Arena Condá, pela 28ª rodada. Moisés Ribeiro, com o terceiro amarelo, está fora.

Botafogo: 1)Gatito Fernandes 2)Igor Rabello 3)Joel Carli 4)Arnaldo 6)Victor Ramos 5)Rodrigo Lindoso 8)Bruno Silva 10)João Paulo 7)Guilherme (Rodrigo Pimpão) 9)Brenner (Vinícius Tanque) 11)Matheus Fernandes (Marcos Vinícius) Técnico – Jair Ventura

Chapecoense: 93)Jandrei 22)Apodi 3)Grolli 14)Fabrício Bruno 6)Reinaldo 8)Canteros 5)Moises Ribeiro (Elicarlos) 25)Lucas Marques 28)Alan (Penilla) 10)Tulio de Melo 9)Wellington Paulista Técnico – Emerson Cris

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden, auxiliado por Jose Eduardo Calza e Mauricio Coelho Silva Penna. Trio CBF do Rio Grande do Sul

Cartões amarelos: Apodi, Moises Ribeiro, Grolli (Chap); Joel Carli (Bota)

Estádio: Nilton Santos, Rio de Janeiro

Horário: 19h30m (Dia 11/10/2017, quarta-feira)

Público: 7.613

Renda: R$ 106.390,00

Ouça o gol de Apodi, na narração de Herter Antunes:

 

Sem comentários

Deixe uma resposta