Chape e Fla empatam sem gols pela Sul-Americana

Mais de 9 mil torcedores estiveram na Arena.

0
987

Em uma semana bem conturbada, a Chapecoense entrou em campo pela Sul-Americana, fase oitavas-de-final, diante do Flamengo. Ainda na segunda-feira (11) o técnico Vinícius Eutrópio foi demitido e o clube recebeu várias negativas até a quarta-feira (12), dia do jogo.

Foto: Chapecoense Oficial

O comando, novamente, ficou com o interino Emerson Cris, que iniciou a partida com Alan Ruschel no meio. Já o Fla, que também decide a Copa do Brasil, não poupou jogadores. O técnico Reinaldo Rueda é o mesmo que treinava o Atlético Nacional da Colômbia, que decidiria com a Chape a Sul-Americana do ano passado, quando da tragédia com o voo da LaMia.

O jogo começou com a Chape mostrando disposição. Em alguns momentos um pouco truncado, em outros com boas descidas ao ataque, as duas equipes faziam uma partida interessante.

Logo aos 14 da primeira etapa o técnico Rueda, do Flamengo, precisou fazer a primeira alteração, por lesão de Everton, que deixou o campo para ingresso de Vinícius Junior. Já Emerson Cris tinha com o preocupação Reinaldo, que levou cartão amarelo aos 35 da etapa inicial e perigava receber o segundo nos ataques do rubro-negro. Fabrício Bruno também estava amarelado.

A Chapecoense fazia um final de primeira etapa ofensivo. Aos 41 minutos, em um contra-ataque, Canteros passou para Alan Ruschel, que chutou para grande defesa de Diego Alves. Canteros, aos 48 minutos, cobrou falta sobre o gol. O placar ainda era de zero a zero.

Não houve substituições no intervalo. E o segundo tempo começou pegado e movimentado, com várias faltas. O Fla atacava mais, até provocando grande defesa de Jandrei, o que não se viu há algum tempo. O primeiro da Chape a deixar o banco de reservas foi Penilla, que entrou na vaga de Tulio de Melo.

Mais pra metade do segundo tempo, saiu Alan Ruschel, que foi aplaudido em pé e resistiu bem até os 27 minutos, fazendo um bom jogo. Luiz Antônio foi quem entrou. Não faltava vontade ao time da Chapecoense.

E a Chape quase abriu o marcador, quando Penilla chutou forte, Diego Alves deu rebote e Reinaldo desperdiçou, pegando mal na bola. Já estávamos com 29 minutos. Equilíbrio em chances de gol no tempo final.

Foto: Chapecoense Oficial

O goleiro Jandrei fez outra boa defesa após conclusão de Lucas Paquetá, aos 411. No contra-ataque, em grande jogada de Canteros, Penilla quase marcou, chutando para fora.

O público aplaudiu ao final da partida. Com o empate sem gols, o jogo fica em aberto para a semana que vem. Empate com gols classifica a Chapecoense.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira (20), 19h15, no estádio Luso Brasileiro, no Rio. Antes disso, a Chape terá o Grêmio pela Frente, em Porto Alegre, por mais uma rodada do Brasileirão.

Chapecoense: 24)Jandrei 22)Apodi 3)Grolli 14)Fabrício Bruno 6)Reinaldo 8)Canteros 5)Moisés Ribeiro (Lucas Marques) 25)Lucas Mineiro 27)Alan Ruschel 10)Túlio de Melo (Penilla) 9)Wellington Paulista Técnico – Emerson Cris (Interino após demissão de Vinícius Eutrópio)

Flamengo: 24)Diego 2)Rodinei 15)Réver 4)Juan 21)Pará 26)Cuéllar 5)Willian Arão 28)Berrío (Lucas Paquetá) 9)Guerrero 10)Diego (Everton Ribeiro) 22)Everton (Vinícius Junior) Técnico – Reinaldo Rueda

Arbitragem: Gery Vargas, auxiliado por Juan Montaño e José Antelo. Trio da Bolívia

Cartões amarelos: Reinaldo (Chap); Guerrero, Rever, Cuéllar (Fla)

Estádio: Arena Condá, em Chapecó

Horário: 19h15m (Dia 13/9/2017 – Quarta-feira)

Público: 9.702

Renda: R$ 279.770,00

Sem comentários

Deixe uma resposta